Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Frio é tanto que nem o Algarve escapa à neve

A zona interior da região sul do país foi a que registou o fenómeno “mais significativo” de queda de neve, o que não acontecia desde a década de 50 do século passado

Vários concelhos do Algarve foram esta quinta-feira surpreendidos com a queda de pequenos flocos de neve, fenómeno que não acontecia há 63 anos em Vila Real de Santo António, disse à Lusa fonte da autarquia.

“A vaga de frio originou a queda de pequenos flocos de neve um pouco por todo o concelho, mas foi no interior, nas zonas rurais, onde o fenómeno foi mais significativo”, disse à agência Lusa Filipe Antunes, chefe de gabinete da presidência da Câmara de Vila Real de Santo António.

Segundo a fonte, naquela cidade do litoral algarvio junto ao mar e que faz fronteira com Espanha, “a queda de neve não foi acentuada”, ao contrário de algumas zonas rurais do interior, o que não acontecia desde a década de 50 do século passado.

“O último registo de queda de neve no concelho remonta a 3 de fevereiro de 1954”, precisou.

Por seu turno, fonte da proteção civil do Algarve disse à agência Lusa que “há relatos também da queda de pequenos flocos de neve” nos concelhos de São Brás de Alportel, Tavira e Alcoutim.