Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Homem que matou mãe no Porto considerado inimputável e internado

O arguido de 58 anos, foi considerado “socialmente perigoso”, tendo sido decretado o seu internamento compulsivo

Um homem que matou a mãe à facada, no Bairro da Pasteleira, no Porto, em abril de 2016, foi considerado inimputável, sendo decretado o seu internamento compulsivo por um período de três a 16 anos.

O arguido de 58 anos, atualmente na ala psiquiátrica do Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, foi considerado "socialmente perigoso" pelo coletivo de juízes do Tribunal São João Novo, no Porto.

Em abril de 2016, matou a mãe, de 78 anos, com quem morava, após uma discussão.
A vítima mortal foi atingida na zona do tórax e do abdómen com uma faca, tendo sido encontrada com visíveis sinais de violência e já sem vida pela PSP, que foi chamada ao local após os vizinhos ouvirem gritos.