Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mais dois argelinos fugiram do aeroporto de Lisboa

MARCOS BORGA

O episódio voltou a repetir-se no aeroporto Humberto Delgado. Desta vez, foram detidos três argelinos e fugiram outros dois do mesmo grupo. PSP já confirmou o caso

Dois argelinos fugiram e outros três foram detidos, esta quinta-feira à tarde, quando iam a embarcar, saltarando pelo gradeamento do Terminal 2 do aeroporto de Lisboa, pelo lado que dá acesso à Segunda Circular.

A notícia foi confirmada oficialmente pela PSP: “Cerca das 16H30, quando se procedia ao embarque de um grupo de cinco cidadãos argelinos em voo com destino a Argel, dois destes furtando-se ao controlo policial colocaram-se em fuga, tendo conseguido transpor a rede de protecção do aeroporto de Lisboa”, refere, em comunicado.

“De imediato foram accionadas várias equipas para as imediações do aeroporto no sentido de localizar e deter os dois homens em fuga, sendo que até ao momento não foram ainda localizados, mantendo a PSP o dispositivo no terreno”, acrescenta a Polícia.

Fonte da PSP revela ao Expresso que o grupo é constituído por quatro homens e uma mulher, desconhecendo-se se existe “relação próxima” entre eles. Estavam a ser acompanhados por uma equipa do SEF e outra da PSP, já depois de terem sido detetados. No momento em que o autocarro, onde viajavam com outros passageiros, parou, já no Terminal 2, os cinco tentaram a fuga no momento do embarque. Três foram “bloqueados” e os outros dois conseguiram iludir as autoridades, saltando a vedação.

Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Polícia Judiciária e Polícia de Segurança Pública estão no terreno a tentar apanhar os dois estrangeiros.

Passa para seis o número de cidadãos magrebinos - dois marroquinos e quatro argelinos - que terão conseguido fintar as autoridades nos últimos meses e fugiram do aeroporto, precisamente enquanto esperavam pelos voos de escala.

O primeiro acontecimento do género deu-se em junho com um marroquino que vinha de Casablanca e tinha como destino o Brasil. Em julho, e na mesma rota, um outro cidadão marroquino também conseguiu fugir, e a 22 e 27 de setembro, foram dois argelinos que iam para Casablanca que fugiram e entraram ilegalmente no país.

Em outubro, seis argelinos tentaram forçar as portas de emergência de um avião com destino a Argel, na Argélia e com saída de Lisboa às 15h30, que já estava em andamento na pista e prestes a levantar voo. A tripulação do voo chamou então a polícia que, juntamente com o SEF, deteve os seis homens levando-os depois para a zona de detenção da PSP no aeroporto. Depois, receberam ordem de explsão do país.

Tal como noticiou o Expresso a 30 de setembro, as autoridades estão a investigar a hipóteses destes imigrantes terem contado com a ajuda de redes ilegais de tráfico de pessoas. Uma suspeita que agora pode ganhar ainda mais força.

Segundo uma fonte da investigação, é provável que na capital haja alguém dessas redes que conheça bem o mapa do Aeroporto Humberto Delgado, de modo a permitir que as fugas sejam eficazes. “Não está descartado que exista alguém previamente instruído da localização das portas de saída de emergência e salas de fumadores”, referiu ao Expresso, em setembro, essa fonte oficial.

[notícia atualizada às 19h50 com o comunicado da PSP]