Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Expresso foi a única publicação generalista a subir a circulação paga em 2016

Entre janeiro e outubro, o semanário do Grupo Impresa somou uma circulação paga de mais de 96 mil exemplares, revelam os dados da Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação

O Expresso foi o semanário mais vendido em Portugal entre janeiro e outubro de 2016, revelam os dados da Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação (APCT).

Ao alcançar uma circulação paga de mais de 96 mil exemplares, o título do grupo Impresa assume-se como a única publicação generalista em Portugal a crescer neste indicador. Também no digital o Expresso lidera. Considerando a circulação paga, verificou-se um aumento do número de exemplares vendidos: mais de 21 mil exemplares.

Quanto às restantes publicações do grupo, os dados da APCT voltam a confirmar a Visão como a ‘newsmagazine’ mais vendida em Portugal. Em 2016 a circulação paga ultrapassou os 67 mil exemplares.

Na área da economia e negócios, a revista Exame surge como a mais vendida no país, com uma circulação de quase 16 mil exemplares, tal como a Exame Informática continua a ser a arevista mais vendida no segmento de tecnologias de informação - mais de 18 mil exemplares de circulação média paga.

A circulação paga do Courrier Internacional ultrapassou os 15 mil exemplares, a revista Blitz mantém a liderança com mais de sete mil exemplares vendidos, com o Jornal de Letras, Artes e Ideias a subir o seu total de vendas e a aproximar-se da mesma fasquia.

Finalmente, os dados da APCT mostram para a revista Activa uma circulação paga de mais de 41 mil exemplares, para a Caras mais de 48 mil exemplares e 37 mil no caso da TV Mais. A revista Telenovelas tem uma circulação paga superior a 46 mil exemplares.