Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

PSP alveja e detém suspeito de assalto

A perseguição ocorreu durante esta terça-feira de madrugada em sequência de um assalto na estação de Metro da Senhora da Hora de Matosinhos

Um homem que alegadamente tentou um assalto, com mais duas pessoas, foi baleado pela PSP após uma perseguição no concelho de Matosinhos, esta terça-feira de madrugada, tendo sido tratado no hospital a ferimentos ligeiros, disseram fontes policiais e dos bombeiros.

Em declarações à Lusa, fonte das relações públicas da PSP do Porto explicou que a polícia recebeu um alerta de assalto na estação de Metro da Senhora da Hora, Matosinhos, pelas 3h45, e que se tratava de grupo de três homens, um deles com 34 anos, e outros dois com 27 anos.

Os três indivíduos colocaram-se em fuga numa viatura da marca Peugeot, por várias artérias do concelho, nomeadamente na freguesia de Guifões. Depois despistaram-se em Santa Cruz do Bispo e embateram em dois outros veículos, mas tentaram prosseguir a fuga, desta feita a pé.

“Dois indivíduos foram de imediato intercetados, mas um terceiro tentou agredir um elemento policial com uma pedra de grandes dimensões e foi feito um disparo com arma de fogo da polícia que atingiu o indivíduo”, explicou fonte da PSP.

O suspeito baleado “ainda correu e veio a ser intercetado na Rua Azemel, em Santa Cruz do Bispo”, acrescentou a PSP.

O 2.º comandante dos Bombeiros de Matosinhos-Leça, Luís Silva, confirmou à Lusa que aquela corporação foi acionada pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) pelas 4h15 e quando efetivos da corporação chegaram ao local, viram a PSP e um indivíduo de 34 anos “deitado num campo de cultivo com um projétil alojado na nádega direita”.

Segundo Luís Silva, o indivíduo estava consciente e considerado “ferido ligeiro”. “Fizemos o tratamento e foi transportado ao Hospital Pedro Hispano com acompanhamento da PSP, porque estava detido”, acrescentou.

Segundo a PSP, o trio agora detido é suspeito de ter levado os cofres da estação de Metro de Rio Tinto e de ter “tentado assaltar a máquina de bilhetes na estação de Metro da Senhora da Hora”.