Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Votação online em curso: Marcelo recupera e ultrapassa Guterres na escolha dos leitores do Expresso

A seis horas do “fecho das urnas”, Marcelo Rebelo de Sousa dá um salto e ganha a dianteira a António Guterres nas preferências dos leitores do Expresso como figura nacional de 2016. Com as categorias internacionais mais definidas, a votação mais renhida é a do acontecimento nacional, com os dois primeiros separados por nove centésimas. A votação está aberta às 18h desta sexta-feira

António Guterres chegou a secretário-geral da ONU vencendo todas as votações ao longo do processo, mas na escolha dos leitores do Expresso para figura nacional do ano já não conseguirá repetir esse feito.

No taco a taco que manteve com Marcelo Rebelo de Sousa desde o primeiro minuto foi ganhando vantagem aos poucos, que era ao final da tarde de quinta-feira de 14 pontos percentuais.

Mas o Presidente da República recuperou a desvantagem e ao meio dia desta sexta-feira, a seis horas do fim da votação, já lidera os resultados: 42,19%, contra 40,64% de Guterres. António Costa está em terceiro (9,01%).

A eleição mais renhida continua a ser a de acontecimento nacional. E a vitória de Portugal no Europeu de Futebol só consegue a dianteira numa espécie de desempate a pénaltis, tal a pequenez da distãncia que a separa da eleição de Guterres como secretário-geral da ONU: nove centésimas (36,52% contra 36,43%). A consolidação da geringonça reunia, ao meio dia desta sexta-feira, 20,61% dos votos.

No plano internacional, as coisas parecem decididas, salvo reviravoltas de última hora.internacional. Nas personalidades, Donald Trump continua o seu passseio triunfal, com 65,94 dos votos%. A larga distância estão Juan Manuel Santos (11,21%), agora no lugar ontem ocupado por Angela Merkel (atualmente com 10,35%).

Nos acontecimentos ocorridos em 2016 por esse mundo fora, Trump está em vias de fazer, de forma indireta, uma dobradinha. As eleições nos EUA continuam a liderar (34,15%), seguidas pelo Brexit (20,25%) e pela vaga de refugiados na Europa (20%).

Até às 18h desta sexta-feira, os leitores podem fazer a sua eleição, escolhendo entre os mesmos acontecimentos e figuras que foram sufragados pela redação do Expresso (num plenário realizado nesta terça-feira).