Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mortes nos Comandos: três militares acusados

Em comunicado, o Exército informou que “foi deduzida acusação nos três processos, por violação de deveres militares previstos no Regulamento de Disciplina Militar”

Três militares foram acusados, esta sexta-feira, pelo Exército na sequência do 127º Curso de Comandos, em que morreram dois instruendos, Hugo Abreu e Dylan Silva. Está em causa a “violação de deveres militares previstos no Regulamento de Disciplina Militar”, informa o Exército em comunicado enviado às redações.

“Relativamente aos processos disciplinares instaurados na sequência dos factos ocorridos durante o 127º Curso de Comandos, informa-se que foi deduzida acusação nos três processos, por violação de deveres militares previstos no Regulamento de Disciplina Militar, estando a decorrer o prazo para os arguidos apresentarem a sua defesa”, lê-se na nota divulgada.

As acusações acontecem um dia depois da divulgação do Relatório da Inspeção Técnica Extraordinária ao Curso de Comandos, que concluiu que existiram de diversas falhas, que vão dos testes médicos realizados aos candidatos, aos pesos e alimentação fornecidos aos instruendos.