Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Bispo de Leiria diz que visita papal é “motivo de extrema e imensa alegria”

“Queria exprimir gratidão ao santo padre por ter acedido ao nosso convite, por este gesto que nos honra, por se querer fazer peregrino entre os peregrinos ao santuário de Fátima”, adianta António Marto

O bispo de Leiria expressou esta sexta-feira alegria pela visita ao Santuário de Fátima do Papa Francisco a 12 e 13 de maio de 2017 e enfatizando o júbilo e regozijo que a deslocação oferece ao povo português.

“É um motivo de extrema e imensa alegria: insere-se dentro do Centenário das Aparições e com o papa estamos unidos a toda a igreja universal. Quando o papa peregrina, é toda a igreja que peregrina com ele”, afirma António Marto numa mensagem em vídeo a que a agência Lusa teve acesso esta sexta-feira.

“Queria exprimir gratidão ao santo padre por ter acedido ao nosso convite, por este gesto que nos honra, por se querer fazer peregrino entre os peregrinos ao santuário de Fátima”, adianta António Marto.

No vídeo, divulgado pelo Santuário de Fátima e que é a reação oficial ao anúncio da visita do papa Francisco, o bispo de Leiria/Fátima aponta ainda a “responsabilidade” que pesa sobre a Igreja com a visita do Papa.

“Não se trata apenas de acolher o santo padre como um peregrino, como um pastor universal, mas também de acolher a mensagem que ele nos traz e procurar viver esta peregrinação como uma graça em ordem à renovação da fé e à evangelização do nosso mundo”, sustenta.
Já o reitor do Santuário de Fátima, Carlos Cabecinhas, sublinha que o Papa Francisco “tem sempre uma palavra profética”.

“O grande convite dirigido aos peregrinos que aqui estiverem presentes é este de estarem recetivos às palavras do santo padre. Esta confirmação da vinda do Papa deixa também a grande responsabilidade de nos prepararmos convenientemente. E para o Santuário de Fátima a preparação mais importante é aquela que se faz através da oração”, adianta, na mensagem, Carlos Cabecinhas.

“Este é um lugar onde sempre se reza pelo papa e a principal preparação será, precisamente, pela oração nos prepararmos para acolher da melhor forma o papa que nos visita”, argumenta o reitor.

Carlos Cabecinhas diz ainda: “O que nos é pedido, ao santuário mas também a todos os peregrinos que convidamos para este momento festivo, é a disponibilidade, disponibilidade para ouvir os ensinamentos do santo padre”.