Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Filhos de embaixador saem do país e Ministério Público não impediu

O Ministério Público entendeu que não havia qualquer impedimento à saída dos dois jovens do país, uma vez que não estão sob qualquer medida de coação e têm o passaporte diplomático válido

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

Os filhos do embaixador do Iraque em Lisboa, acusados de agredirem um jovem em Ponte de Sor, saíram esta terça-feira do país com destino à Turquia. A notícia avançada esta noite pela RTP foi entretanto confirmada pelo Expresso.

O Expresso sabe que no momento de embarque os inspetores do SEF aperceberam-se de quem se tratava e alertaram o Ministério Público para confirmar se havia algum impedimento à saída daqueles jovens.

O Ministério Público disse que não, uma vez que os dois irmãos não estão sob qualquer medida de coação e têm o passaporte diplomático válido, não estando impedidos de saírem de Portugal.

A defesa de Rúben Cavaco disse ao Expresso ter conhecimento da saída do país dos filhos do embaixador do Iraque, sublinhando que ambos podem viajar quando quiserem. O advogado Santana-Maia Leonardo adiantou que já tinha sido informado – durante a única reunião que teve com o diplomata iraquiano para discutir o caso e o processo – que os jovens iam sair do país como é hábito nesta altura do ano. A família só costuma regressar a Lisboa no início de janeiro.