Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Luís Farinha continua diretor nacional da PSP por mais três anos

Despacho publicado esta manhã em “Diário da República” sublinha “a idoneidade, experiência e competência profissionais comummente reconhecidas” ao superintendente-chefe da corporação

PSP

O diretor nacional da Polícia de Segurança Pública, superintendente-chefe Luís Farinha, vai continuar no cargo por mais três anos, segundo o despacho da renovação da comissão de serviço publicado esta segunda-feira em "Diário da República".

"Considerando que a comissão de serviço para a qual se encontra designado está a terminar e considerando a idoneidade, experiência e competência profissionais comummente reconhecidas ao superintendente-chefe Luís Manuel Peça Farinha, é renovada a sua comissão de serviço como diretor nacional da PSP, por um período de três anos", refere o despacho conjunto dos gabinetes do primeiro-ministro e da ministra da Administração Interna.

O superintendente-chefe Luís Farinha está no cargo desde novembro de 2013, tendo sido nomeado pelo antigo ministro da Administração Interna Miguel Macedo para uma comissão de serviço de três anos.

O despacho sublinha que o recrutamento para o cargo de diretor nacional da PSP "é feito por escolha, sendo especialmente relevantes, para este efeito, a idoneidade e a experiência profissional".