Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Este ano já morreram 409 pessoas nas estradas

Tiago Petinga / Lusa

Entre janeiro e novembro registaram-se mais de 116 mil acidentes, mais quatro mil do que no mesmo período do ano passado, mas há a registar menos 30 vítima mortais

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram 409 mortos este ano, menos 30 do que em igual período de 2015, indicou esta segunda-feira a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Já o número de desastres rodoviários aumentaram cerca de quatro por cento, tendo-se registado, entre 1 de janeiro e 30 de novembro, 116.284 acidentes, mais 4.642 do que no mesmo período de 2015, adianta a ANSR, que reúne dados da PSP e GNR.

A Segurança Rodoviária refere que as vítimas mortais diminuíram quase sete por cento entre janeiro e novembro face ao ano passado.

Segundo a ANSR, os distritos com mais vítimas mortais este ano são Lisboa (51), Porto (42) e Aveiro (41), enquanto Bragança e Vila Real são os distritos com menos mortos, registando-se sete óbitos em cada um.

Também os feridos graves diminuíram este ano, tendo ficado gravemente feridos 1.864 pessoas, menos 200 do que em igual período de 2015.

A ANSR indica ainda que, entre janeiro e novembro, sofreram ferimentos ligeiros 35.105 pessoas, menos 372 do que no ano passado.

Os dados da Segurança Rodoviária dizem respeito às vítimas cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.