Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Cidade em festa: 20 anos de Porto Património Mundial

Ao meio-dia em ponto desta segunda-feira, os sinos da Invicta vão repicar 20 minutos em uníssono para celebrar a consagração do centro histórico do Porto como Património Mundial. Ao fim da tarde, há dança acrobática na Ponte D. Luiz I e muito mais

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Lucília Monteiro

Vinte anos depois de a UNESCO ter inscrito o casco histórico da Invicta na lista do Património Mundial, os sinos dos Clérigos, da Sé e das igrejas centenárias de São Francisco, Misericórdia, São João Novo, São José das Taipas, São Nicolau e Nossa Senhora da Vitória voltam em tocar em uníssono durante 20 minutos, a assinalar o dia da distinção.

Num dia festivo para a cidade, as comemorações organizadas pela Câmara do Porto continuam pelas 17h no tabuleiro inferior da Ponte D. Luiz I, tempo para assistir a um espetáculo de dança acrobática, seguido da inauguração da instalação de luz Luiz, inspirada no risco da ponte classificada pela UNESCO, e que poderá ser apreciada pelo público diariamente, a partir das 17h30, até domingo.

Ainda esta segunda-feira, ao fim da tarde, na Biblioteca do Seminário Maior, será lançado o livro "Porto Património Mundial/20 anos/20 imagens", que conta com registos do centro histórico captadas pelo olhar de 20 fotógrafos e textos do geógrafo Álvaro Domingos, do historiador Gaspar Martins Pereira e do jornalista do "Público" Manuel Carvalho. Após o lançamento, irá decorrer ainda um debate sobre o valor universal das cidades Património Mundial e seus desafios.

Às 22 h, no Salão Árabe do Palácio da Bolsa, haverá o concerto cinematográfico Al-Mu'tamid, Poeta Rei do Al Andaluz, considerado o mais notável poeta ibero-árabe do século XI, com reinterpretações de músicos portugueses, espanhóis e marroquinos. Pelas 17h30, Rui Moreira inaugura ainda o projeto Alumia, iniciativa que iluminará até julho de 2017 seis espaços da Baixa, com partida do Jardim da Cordoaria, passagem pelo Largo do Amor de Perdição, Clérigos, Largo dos Lóios, Estação de São bento e bairro da Sé.