Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Espanha deteve 34 pessoas por viciação de resultados de jogos de ténis. E um deles foi no Porto

Tenistas eram pagos para perder e consequemente os apostadores tinham lucro garantido. Apostas eram feitas online e estima-se que tenham lucrado 500 mil euros

A polícia espanhola deteve 34 pessoas por viciação de resultados em torneios de ténis em várias cidades de Espanha, mas também em Portugal, mas precisamente um jogo no Porto, anunciou esta quinta-feira a Guarda Civil.

De acordo com a informação prestada pelas autoridades, nos 34 detidos estão seis jogadores de ténis tanto seniores como amadores e com idades entre os 17 e os 30 anos, sendo que um deles é menor.

“Os mais jovens não estavam conscientes do que estavam a fazer e muitas faziam-no para co seguir dinheiro para poder participar noutros encontros e assim conseguir ser alguém neste mundo. Os mais velhos admitiram que foi para ganhar dinheiro”, explicou a tenente da equipa de Fraude Económico e Branqueamento de Capitais do Comando de Madrid, María Jiménez, citada pelo El País.

O esquema consistia em viciar os resultados de alguns dos jogos que estivessem disponíveis nos sites de apostas online, subornando os jogadores para perder. Uma vez acordado o resultado do jogo, a informação era passada aos apostadores que, assim, tinham lucro garantido. No total, estima-se que tenham 500 mil euros apenas nos últimos meses.

Segundo o El Mundo, o ste de apostas mais penalizado terá sido o britânico Bet365.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados, mas as autoridades espanholas adiantaram que todos os tenistas são homens e estão entre as posições 800 e 1.400 no ranking mundial e entre os lugares 30 e 360 em Espanha.

A acusação é de corrupção no desporto, crime que pode receber uma pena de seis meses a quatro anos de prisão. Podem ainda ser impedidos de jogar.