Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Estradas cortadas, inundações, queda de árvores devido ao mau tempo

HUGO DELGADO / LUSA

A chuva, vento forte e queda de neva levaram ao corte de estradas, inundações, queda de árvores e acidentes rodoviários

Várias estradas cortadas, inundações, queda de árvores e acidentes rodoviários foram registados e e na quinta e sexta-feira em várias regiões do país devido à queda de neve, chuva e vento forte, segundo a proteção civil, PSP e GNR.

Uma fonte da GNR disse esta sexta-feira à agência Lusa que há várias estradas cortadas nos distritos de Vila Real, Porto e Bragança devido à queda intensa de neve.

“Temos várias estradas cortadas, mas no que diz respeito a Autoestrada 24 (A24), que esteve intransitável, já foi reaberta. Temos também a Estrada Nacional 5, cortada junto a Amarante também devido à neve”, disse.No local, encontram-se os limpa-neves a proceder à limpeza da via. A mesma fonte indicou que se registaram alguns acidentes, mas sem vítimas, devido ao mau tempo.

A neve começou a cair ao início da tarde nos concelhos mais a norte do distrito de Vila Real, o que levou as escolas a fecharem mais cedo em Montalegre e Boticas, para um regresso em segurança dos alunos a casa.

As equipas da Proteção Civil estão no terreno a proceder à limpeza das vias e a espalhar sal-gema pelas estradas.

Já em Lisboa, os Sapadores de Bombeiros registaram muitos pedidos de auxílio na quinta-feira e madrugada desta sexta-feira devido a inundações e quedas de árvore por causa da chuva e vento forte.

Contactada pela Lusa, a PSP de Lisboa adiantou ter registado a ocorrência de acidentes, tratando-se apenas de “pequenos toques e despistes, sem gravidade”.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou oito distritos de Portugal continental sob ‘Aviso Laranja’ devido à queda de neve e de chuva.

Estão sob ‘Aviso Laranja’, o segundo mais grave de uma escala de quatro, os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Castelo Branco e Braga. O ‘Aviso Laranja’ é emitido devido a uma situação meteorológica de risco moderado e elevado e é aconselhado às pessoas para se manterem ao corrente da evolução das condições meteorológicas e seguir as orientações da Autoridade Nacional da Proteção Civil.