Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

E-mails revelam que ministro da Educação quis adiar exoneração de Nuno Félix

Há novos dados sobre a polémica das licenciaturas falsas. Nos e-mails trocados entre o ministro da Educação e o ex-secretário de Estado João Wengorovius Menezes, Tiago Brandão Rodrigues não pede para que o chefe de gabinete Nuno Felix não seja exonerado, mas deixa claro que é preciso adiar o processo. A SIC e o Expresso tiveram acesso a esses e-mails que serão revelados hoje no Jornal da Noite e amanhã no Expresso

Numa entrevista exclusiva a Wengorovius Menezes, o ex-secretário de Estado revela que o seu chefe de gabinete estava muita vezes ausente, em férias não autorizadas e que reunia vezes demais com o ministro.

Wengorovius volta a acusar Brandão Rodrigues de ingerências e acrescenta que o ministro consultava sistematicamente o PS e a Juventude Socialista em processos de conducão e nomeação para cargos públicos.