Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Dois enfermeiros dos Comandos serão constituídos arguidos

Marcos Borga

Os dois enfermeiros que estavam na tenda onde foram socorridos os dois instruendos dos Comandos que morreram vão ser ouvidos esta tarde pelo DIAP de Lisboa. O Exército já tinha constituído dois arguidos no inquérito interno

O Expresso confirmou que os dois enfermeiros que estavam na tenda onde foram socorridos Hugo Abreu e Dylan Silva, os dois instruendos do 127.º curso dos Comandos que morreram a 4 de setembro, vão ser ouvidos esta tarde pelo DIAP de Lisboa. Já o médico do curso ainda não foi constituído arguido.

Um dado confirmado oficialmente pela Procuradoria-Geral da República: "Encontra-se agendado para esta tarde o interrogatório pelo Ministério Público de dois militares, no âmbito do inquérito onde se investigam as circunstâncias do treino que levaram à morte de alunos do curso de Comandos."

Fonte da investigação garante que os dois profissionais de saúde vão ser constituídos arguidos ainda esta terça-feira. Possíveis falhas no auxílio aos dois jovens instruendos de 20 anos, que morreram no segundo dia do curso, estão entre as suspeitas dos procuradores que investigam o caso.

Fonte da Ordem dos Enfermeiros adianta ao Expresso que vai "de imediato" pedir a identificação dos dois enfermeiros e abrir um inquérito. Lamenta, no entanto, não ter sido oficialmente informada pelo Estado Maior do Exército sobre as suspeitas que recaem sobre os dois enfermeiros.

Na última semana, o Exército abriu dois processos disciplinares no seguimento das investigações sobre as condições de formação no 127º curso de Comandos, em que morreram Hugo Abreu e Dylan da Silva. Em comunicado, o Exército informou que foram detetados “indícios da prática de infração disciplinar”.

Ao Expresso, o porta-voz do Exército, tenente-coronel Vicente Pereira, confirmou que dois instrutores foram constituídos arguidos e que o processo de “averiguações interno continua a decorrer”. Além dos dois casos, cujas identidades não foram reveladas, podem ainda ser abertos mais processos disciplinares a instrutores do mesmo curso.

[notícia atualizada às 15h29]