Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

A história do jovem português que estava desaparecido em Londres há duas semanas

Volodymyr Lavriv, que nasceu na Ucrânia mas está em Portugal desde os 10 anos, voou para Londres no início do mês. O último contacto com os pais aconteceu a 4 de outubro. Foi encontrado esta quinta-feira numa clínica psiquiátrica

Volodymyr Lavriv desapareceu depois de embarcar num voo para Londres sem dar justificações. Disse apenas “tenho de ir”. Aos 25 anos, está no sexto ano de medicina e, já no próximo mês, deveria fazer o exame de acesso à especialidade. Duas semanas depois de a família e amigos lhe terem perdido o rasto, foi encontrado esta quinta-feira num hospital psiquiátrico em Essex, no Reino Unido. Foi diagnosticado com um surto psiquiátrico.

O português chegou a Londres no dia 1 de outubro. Três dias depois, não se sabe muito bem de onde, contactou a família num telefonema curto. Fonte conhecedora do processo adianta ao Expresso que, nesse mesmo dia, o jovem envolveu-se “num episódio de agressão” e a polícia intercetou-o. Foi levado compulsivamente para uma unidade psiquiátrica em Essex, onde permanece internado.

Entretanto, sem ter qualquer notícia do jovem, o padrasto de Volodymyr Lavriv foi para Londres com o objetivo de tentar reconstituir todos os passos dados pelo seu enteado.

Desde 4 de outubro, Volodymyr está a ser medicado e a receber o tratamento. Na origem do surto psicótico estará a combinação da pressão e o stresse provocados pelos estudos (o exame de acesso à especialidade em medicina é provavelmente um dos momentos mais importantes e decisivos durante a formação) e alguns problemas pessoais e familiares, revela a mesma fonte conhecedora do processo.

As autoridades portuguesas pediram ajuda internacional para encontrar o português. Depois de terem sido consultados base de dados hospitalares e de detenções, a polícia britânica conseguiu identificar esta quinta-feira Volodymyr numa unidade psiquiátrica em Essex, a cerca de 50 quilómetros de Londres.

Após a autorização do jovem, a família foi contactada e informada do seu paradeiro. O padrasto, que ainda se encontra em Londres, já o visitou.