Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Atirador de Aguiar da Beira terá feito assalto em Arouca

  • 333

Pedro Dias, alegado homicida responsável pelas mortes de um militar e um civil na terça-feira, terá assaltado uma casa, sequestrado um casal e roubado um automóvel, segundo confirmou o Expresso junto de responsáveis da PJ e GNR

O fugitivo de Aguiar da Beira, Pedro João Dias, terá sido o autor de um assalto a uma casa na freguesia de Moldes, perto de Arouca, tendo sequestrado um casal de idosos, segundo confirmou o Expresso junto de responsáveis da PJ e da GNR.

O homem é o alegado homicida responsável pelas mortes de um militar e um civil na passada terça-feira e que desde então está em fuga.

O casal que esteve sequestrado já disse várias vezes às autoridades que se tratava do alegado homicida. O Expresso sabe que a GNR está a reforçar a segurança de toda a zona envolvente do local do assalto e do sequestro.

De acordo com a SIC Notícias, o homem roubou um carro, no qual terá fugido. De acordo com a agência Lusa, citando fonte da GNR de Aveiro, o homem invadiu a casa por volta das 13h30, quando o casal se preparava para sair. "Eles foram abordados pelo presumível homicida que os amarrou e amordaçou e ficou-lhes com a viatura, fugindo do local", disse o mesmo responsável.

No final desta semana foram lançadas suspeitas de que Pedro Dias estaria em Espanha, que se mostram assim infundadas.

[notícia atualizada às 17h55]

  • O luto molhado de uma vila pacata

    Aguiar da Beira viu-lhe chegar o crime que tomava por exclusivo de notícias distantes. O único conforto, se é que há conforto algum no horror, é que os criminosos não eram dali. Um deles teve 200 militares no seu encalce e continua desaparecido. Enquanto isso, a chuva cai e o luto ocorre na vila atacada

  • Um militar da GNR e um civil mortos em tiroteio no distrito da Guarda

    GNR confirma a morte de um dos dois militares baleados, que se encontravam numa missão de patrulhamento em Aguiar da Beira. Outro militar foi baleado e está em estado grave. Está montada uma “operação de grande envergadura” para capturar dois suspeitos em fuga considerados perigosos