Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Portugal dá novo prazo ao Iraque no caso das agressões de Ponte de Sor

  • 333

MNE esteve reunido com a diplomacia iraquiana esta semana. Questão do levantamento da imunidade diplomática aos filhos do embaixador que agrediram Ruben Cavaco foi um dos temas abordados. Portugal voltou a dar um novo prazo a Bagdade para decidir sobre o assunto

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

"A parte portuguesa entende que a resposta formal terá de ser enviada até final da próxima semana". Este foi o prazo dado por Augusto Santos Silva à diplomacia iraquiana no caso das agressões de Ponte de Sor, em agosto.

Portugal volta assim a dar um segundo deadline, depois de a 23 de setembro, em Nova Iorque, o ministro dos Negócios Estrangeiros português ter exigido uma resposta sobre o caso "até ao final da primeira quinzena de outubro".

Numa nota enviada às redações, o MNE revela que que recebeu, nos dias 10 e 11, uma delegação iraquiana para a realização de consultas entre os dois países. "A agenda da reunião foi abrangente e abordou quer as várias facetas das relações bilaterais, quer as relações UE/Iraque e ainda outros temas da agenda regional e internacional".

Na sequência do pedido de levantamento da imunidade diplomática resultante do inquérito aos incidentes ocorridos em Ponte de Sor no passado mês de agosto e da reunião havida em Nova Iorque entre os Ministros dos Negócios Estrangeiros dos dois países, foi igualmente tratada esta questão. "As autoridades iraquianas receberam nesta ocasião toda a informação solicitada sobre o quadro jurídico aplicável e comprometeram-se a responder formalmente ao nosso pedido nos próximos dias", diz o MNE.