Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Mais de 45 mil alunos colocados no ensino superior

  • 333

António Pedro Ferreira

Números após a 3ª fase do concurso nacional de acesso são os mais altos dos últimos anos. Mas ficam aquém da estimativa do Governo

Concluídas as três fases do concurso nacional de acesso ao ensino superior, o número total de estudantes colocados nas universidades e politécnicos públicos ultrapassa a fasquia dos 45 mil. São precisamente 45.367 os que garantiram um lugar por esta via, o que representa mais 2,2% face às 44.421 colocações em idêntico momento de 2015.

É o número mais alto dos últimos anos, sobretudo comparando com os cerca de 41.500 que se repetiram em 2014 e 2013. Mas fica aquém das estimativas apresentadas pelo ministro do Ensino Superior no mês passado. Numa antecipação das entradas este ano, a Direção-Geral do Ensino Superior calculava que o número total de admissões no sistema público através das três fases do concurso nacional de acesso chegaria a 46.700, o que traduziria uma subida de 6%.

Olhando apenas para o que aconteceu nesta 3ª fase – que conta com muito menos vagas a concurso e candidatos -, verifica-se que foram colocados 1555 estudantes.

E como há sempre casos de jovens que entraram num curso, mas que depois não concretizaram a inscrição, libertando novamente a vaga, nesta fase houve ainda quem conseguisse agarrar um lugar em formações muito procuradas. Aconteceu com um lugar em Medicina na Universidade da Beira Interior ou ainda em Engenharia Aeroespacial e Engenharia Biológica, ambas no Instituto Superior Técnico. Em todos os casos, exigindo notas muito altas (acima dos 18,7 valores).

Terminada esta etapa, há ainda mais de três mil vagas disponíveis, que podem ser agora utilizadas para outros concursos (maiores de 23 anos ou titulares de outros diplomas, por exemplo) e transferências de alunos.

Os resultados podem ser consultados no site da Direção-Geral do Ensino Superior