Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Taxistas convocados para “reunião de emergência” com o Governo

  • 333

José Caria

Dirigentes da ANTRAL e da Federação do Táxi foram chamados pelo telefone para uma reunião no Ministério do Ambiente

O presidente da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) e o seu congénere da Federação Portuguesa do Taxi foram chamados para uma "reunião de urgência" no Ministério do Ambiente.

Em declarações à agência Lusa, Florêncio Almeida, da ANTRAL, disse que irá com Carlos Ramos para o Ministério do Ambiente, avançando que foi convocado por telefone para uma "reunião de urgência".

A reunião foi marcada no seguimento dos incidentes entre taxistas e PSP ocorridos junto à Rotunda do Relógio, em Lisboa, com Florêncio Almeida a frisar à Lusa que os motoristas vão permanecer no local. "Ao Ministério do Ambiente irá uma pequena delegação, em que me incluo eu e o presidente da Federação do Táxi. Os taxistas vão permanecer aqui em protesto", avançou.

Perto das 11h, junto à Rotunda do Relógio (por baixo do viaduto da Segunda Circular), os ânimos exaltaram-se e os taxistas acabaram por atirar à polícia garrafas de água e sumos. Os agentes responderam atirando petardos e 'very lights' e afastando os manifestantes.

A PSP procedeu entretanto à detenção de dois dos manifestantes junto à rotunda que é uma das principais saídas do aeroporto rumo ao centro da cidade, por terem arremessado alguns objetos contra um carro da polícia, disse à Lusa fonte das autoridades.

Segundo a PSP, os taxistas que participavam no protesto junto à Rotunda do Relógio saíram dos táxis e ocuparam totalmente aquela zona, bloqueando o trânsito, tendo os elementos policiais tentado impedir essa ação, o que originou uma atitude mais agressiva por parte dos manifestantes.

A fonte oficial da PSP disse que os taxistas atiraram vários objetos contra os polícias, nomeadamente garrafas. Alguns agentes lançaram gás pimenta contra os manifestantes, adiantou, sublinhando que o local foi reforçado com elementos policiais que já estavam destacados para o controlo do protesto.