Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Marido de Assunção Cristas desmente ligação à Uber

  • 333

Assunção Cristas e Tiago Graça

Rui Duarte Silva

Líder da ANTRAL acusou Tiago Graça de ter interesses na empresa. O visado desmente: “Não tenho nem nunca tive”

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

Tiago Graça, o marido de Assunção Cristas, desmente, em declarações ao Expresso, ter qualquer ligação à Uber. A acusação foi feita durante a manifestação desta segunda-feira de manhã por Florêncio de Almeida, um dos líderes dos protestos dos taxistas.

“Esta manhã, o presidente da ANTRAL referiu publicamente, em declarações às televisões, que eu teria interesses profissionais na empresa Uber e na sua implantação no nosso país. Estas declarações não têm nenhum fundamento”, disse ao Expresso o marido da presidente do CDS.

“Não tenho nem nunca tive qualquer relação profissional ou pessoal com a Uber, nem com qualquer outra empresa de transportes”, assegura o jurista, repudiando as afirmações do dirigente do protesto dos taxistas.

Em declarações aos jornalistas, Florêncio de Almeida atacou o deputado do CDS Hélder Amaral e “o marido da Cristas”, acusando-os de fazer parte daqueles que têm “a cabeça enterrada” na Uber – nesse grupo, incluiu também a comunicação social.

Hélder Amaral, presidente da comissão parlamentar de Economia, também já refutou as acusações, tendo afirmado ao “Observador” que não só não usa a Uber como nem tem a respetiva aplicação instalada no telemóvel.