Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Puro prazer

  • 333

d.r.

RUI PEDRO REIS/SIC

Tem 20 anos de história e é o Porsche mais acessível. Mesmo assim não é para todos. Agora, surge renovado e com uma nova designação. O 718 recupera a tradição de um modelo que fez história na marca. O jornalista Rui Pedro Reis fez o sacrifício de baixar a capota e testar o novo modelo

Uma nota prévia de agradecimento a este verão generoso que se prolonga para lá do calendário, Outubro adentro. Sem ele, este teste não teria sido possível. Mas antes de ligar o motor convém lembrar que, há duas décadas, o Bobster veio criar as bases para um novo segmento. Nascia um desportivo compacto, com um preço abaixo dos desportivos como o 911 e ainda assim com prestações honestas e muito prazer de condução. A Porsche levou até que outros construtores como a BMW e a Mercedes lançassem modelos concorrentes.
A nova geração do Boxster é um piscar de olho aos fãs que conhecem o historial desportivo da marca, ao recuperar a designação 718.

Menos é mais

O mundo automóvel está a mudar e todas as marcas procuram mais prestações com menores consumos e emissões de gases. Não se assuste se lhe disser que o Boxster é animado por um motor com quatro cilindros e 1988 cc, a debitar 300 cv. Ou seja, com um motor mais pequeno, os engenheiros da Porsche conseguiram mais potência. O resto do trabalho é feito ao nível do chassis. Custa dizer adeus ao motor seis cilindros? Talvez. Até porque quando se dá à chave a sonoridade do motor quatro cilindros desilude. Mas é só de início. Depois, habituamo-nos a que existe uma sonoridade diferente e que nem tudo se resume ao roncar do motor, antes pelo contrário. Se no Porsche 911 há dois turbos, aqui existe apenas um, que responde de forma enérgica e controlada. Assim, os cerca de 1300kg de peso parecem esconder-se e nem se dá por eles. Quando se pede mais, o 718 responde como se espera. E em traçados sinuosos percebe-se o que tem para dar. O motor, em posição central na traseira do carro, combina com um chassis muito equilibrado.

A Porsche investiu muito no aperfeiçoamento da suspensão, mais firme mas sem prejudicar o conforto. O sistema PASM, com amortecedores adaptativos permite escolher entre uma viagem mais firme e desportiva ou mais apontada ao conforto. E, com esta combinação, percebe-se como o Boxster consegue ser entusiasmante em curva, sem grandes sobressaltos, mas a exigir empenho do condutor quando é mais provocado. Ou seja, este Boxster chega para as encomendas e torna dispensável o Boxster S, com motor 2.5 e mais 45 cv. Em resumo, o melhor trunfo deste novo Boxster está na receita desenvolvida em laboratório e que resultou num automóvel que consegue rivalizar com outros modelos Porsche em matéria de prazer de condução e desportividade.

Cabelos ao vento

Quando se desce a capota do Boxster o som do motor fica mais presente. Mas o melhor é que mesmo a 120 km/h a viagem é agradável, sem demasiada ventania no interior. Para os mais sensíveis, subir os vidros laterais vai trazer ainda maior conforto. O interior mudou pouco em relação à geração anterior, até porque já estava a um bom nível. Claro que aqui há alguns materiais menos nobres que não se encontram no resto da gama Porsche, mas nada que estrague a experiência.

Num automóvel destes, apetece andar sempre com o modo desportivo ligado e não fazer contas à vida. Mas quando se faz, percebe-se que os números da ficha técnica são ilusórios. Neste ensaio, o consumo médio andou sempre a rondar os 12 litros. Um andamento mais calmo talvez garanta uma marca na casa dos 9 litros, para quem conseguir conter o entusiasmo.

O Porsche 718 Boxster é um bom exemplo do melhor que a indústria automóvel consegue fazer hoje. E o resultado é, no meio de tanta ciência e eletrónica, um carro que nos remete para o que de mais puro pode ter um desportivo.

FICHA TÉCNICA Porsche Boxster

MOTOR
1988 cc
300 cv
380 nm às 1950 r.p.m. - 4500 r.p.m.

TRANSMISSÃO
Traseira
Caixa Automática PDK 7 velocidades

PRESTAÇÕES
275 km/h vel. máxima
4,7 s 0-100 km/h

CONSUMOS
6,9 l/100 km ciclo misto
158g CO2/km

Preço: €56.703 (versão ensaiada €76.623)