Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ponte pedonal junto ao Museu dos Coches foi reaberta

  • 333

MANUEL DE ALMEIDA / Lusa

A ponte pedonal sobre a via-férrea, em Lisboa, que foi encerrada na quarta-feira por razões de segurança, foi reaberta na sexta-feira à tarde, informou o presidente da Junta de Freguesia de Belém

A ponte pedonal sobre a via-férrea junto ao Museu dos Coches, em Lisboa, que foi encerrada na quarta-feira por razões de segurança, foi reaberta na sexta-feira à tarde, informou o presidente da Junta de Freguesia de Belém.

De acordo com o autarca Fernando Ribeiro Rosa, a ponte foi reaberta depois de “um parecer do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ)”, que atesta a segurança daquela estrutura.

Milhares de pessoas concentraram-se na quarta-feira na zona de Belém, aproveitando o feriado para visitar o novo Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), e a PSP acabou por encerrar a ponte pedonal sobre a via-férrea junto ao Museu Nacional dos Coches, por recear o impacto do peso excessivo.

A ponte, segundo o presidente da Junta de Freguesia de Belém, está “a ser vigiada por agentes policiais, para evitar situações em que se concentre muita gente ao mesmo tempo na ponte”, como aconteceu na quarta-feira.

Em declarações à Lusa na quinta-feira, este responsável lembrou que aquela ponte “já tem muitos anos” e deverá ser substituída em breve por “uma que já está prevista há algum tempo”.

O novo edifício do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, que abriu na quarta-feira ao público, em Belém (Lisboa), vai ter entrada gratuita até março de 2017, segundo revelou à agência Lusa o diretor, Pedro Gadanho.

Para celebrar a abertura ao público de quatro salas expositivas do novo edifício, projetado pela arquiteta britânica Amanda Levete, a EDP permitiu na quarta-feira a entrada gratuita no MAAT.

Entretanto, a Fundação EDP anunciou que, na quarta-feira, passaram mais de 60 mil pessoas pelo recinto e interior do MAAT.

Devido ao enorme afluxo de pessoas, a ponte pedonal teve de ser encerrada para garantir a segurança.