Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

O sapateiro dos cavalos

  • 333

É considerado o melhor ferrador de cavalos do mundo. Chama-se Jim Blurton e está este fim de semana em Portugal

Num mundo em que as artes manuais estão em extinção - e os ferreiros não são exceção -, existem áreas específicas onde esse saber não só subsiste como é considerado indispensável. Jim Blurton, galês de 58 anos, é o melhor ferrador de cavalos do mundo. Detentor do título de campeão do mundo, é o responsável pela ferração dos cavalos nos Jogos Olímpicos - esteve há pouco nos do Rio de Janeiro. E está este fim de semana em Portugal.

Filho de ferrador, passou "horas incontáveis" a ver o pai fazer ferraduras para cavalos, na quinta onde cresceu. "Havia vacas, ovelhas, e alguns cavalos para mim e para as minhas irmãs", conta Jim ao Expresso. "Eu costumava competir em concursos de póneis e o meu preferido chamava-se Rockett." Tinha 15 anos quando percebeu que queria fazer da forja e da ferração a sua vida. Começou a competir e percebeu que "ganhar era uma sensação de que gostava". "Aos 18 anos, soube que queria ser o melhor do mundo." Em 2005, quando finalmente atingiu esse objetivo e se sagrou campeão do mundo de ferração, sentiu-se "esmagado pela emoção e o alívio de ter finalmente atingido aquele objetivo de vida".

A equipa de ferração de Jim Blurton nos Jogos Olímpicos de 2016

A equipa de ferração de Jim Blurton nos Jogos Olímpicos de 2016

Para alcançar essa meta, acredita que o principal "segredo" foi "praticar, praticar, praticar". "Quanto mais praticas, mas confiante te tornas - vencer passa a ser um hábito e tornas-te difícil de bater", defende. Pelo menos 10.000 horas de prática são indispensáveis para ter sucesso. Durante 35 anos, representou o seu país, tanto em Gales como nos maiores eventos internacionais. Ganhou cerca de 200 competições mundiais.

O que mais gosta no seu trabalho é "criar tudo de raiz" e trabalhar para o bem-estar do cavalo. "Ajudar os cavalos a manterem-se sem lesões ou curar uma pata doente é muito satisfatório." Em 2007, Jim criou as suas próprias ferraduras e depressa se tornou o principal fornecedor mundial de ferraduras de alta qualidade. Atualmente, são exportadas para mais de 70 países. Segundo o ferrador, aquilo que as distingue é "a atenção ao detalhe", tanto no que diz respeito ao cavalo como no que concerne o trabalho de quem as forja. "Dão o apoio de que o cavalo necessita e dão ao ferrador a função e o detalhe de que precisam para calçá-los com facilidade. Acredito que não se pode fazer uma ferradura à mão melhor."

Apesar de as ferraduras e dos sapatos terem "funções similares" - "são ambos desenhados para proteger e melhorar a performance" -, Blurton não acredita que tivesse talento para criar sapatos de homem. Mas se fosse sapateiro, seria certamente um de luxo.

O 'workshop' de ferração termina este sábado às 18h, na Quinta das Cruzadas, em Sintra, e foi organizado pela A. do Carmo.