Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Debate sobre privacidade antecede estreia de “Snowden”

  • 333

O ator Joseph Gordon-Levitt intepreta o papel de Edward Snowden no filme de Oliver Stone

GEOFF ROBINS / AFP / Getty Images

O historiador Pacheco Pereira, Rui Cruz, da organização Tugaleaks, Pedro Veiga, do Centro Nacional de Cibersegurança, e Sandra Miranda, CTO da Microsoft Portugal, participam quarta-feiranum debate sobre privacidade digital. Micael Pereira, jornalista do Expresso, vai conversar com Luke Harding, autor de um livro sobre o espião americano

Um dia antes da estreia do filme sobre a história de Edward Snowden, o ISCTE organiza na próxima quinta-feira, dia 22, nas suas instalações, uma discussão em torno da privacidade digital com dois painéis.

O primeiro – intitulado "A verdade do caso Snowden" – junta Luke Guardian, jornalista do "The Guardian" e autor do livro "Snowden Files", com Micael Pereira, repórter do Expresso. Os dois jornalistas irão conversar sobre os meandros das denúnicas feitas pelo ex-espião da NSA.

Logo a seguir, o historiador Pacheco Pereira, Rui Cruz, da organização Tugaleaks, Pedro Veiga, do Centro Nacional de Cibersegurança, e Sandra Miranda, CTO da Microsoft Portugal e Gustavo Cardoso, professor do ISCTE, vão participar num debate sobre se as empresas e os Estados são uma ameaça para os cidadãos.

A sessão termina com o visionamento do filme "Snowden" realizado por Oliver Stone, cuja personagem principal é intrepertada por Joseph Gordon-Levitt. Recentemente, surgiu um pedido público pela clemência para Snowden. O antigo agente informático da NSA vive atualmente na Rússia e todos os anos tem de renovar o pedido de asilo. Bernie Sandres, Noam Chomsky e Susan Sarandon são algumas das personalidades que encabeçam o pedido.

Edward Snowden revelou que os serviços de informações norte-americanos acediam aos dados de milhões de pessoas, armazenados nos servidores de empresas como o Facebook, a Google, Microsoft e a Apple.

O programa mais detalhado pode ser visto aqui.