Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Sócrates pede afastamento de juiz Carlos Alexandre

  • 333

Requerimento de recusa do juiz deu entrada esta quarta-feira na Relação de Lisboa. Entrevista à SIC estará na origem do pedido da defesa de José Sócrates

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Editor de Sociedade

João Araújo e Pedro Delille, a dupla de advogados que defende José Sócrates, entregou esta quarta-feira no Tribunal da Relação um pedido de afastamento do juiz Carlos Alexandre. A notícia avançada pela TVI foi confirmada ao Expresso por fonte da Relação de Lisboa.

"Tenho de trabalhar porque não tenho amigos pródigos". A frase que Carlos Alexandre deixou escapar numa entrevista à SIC foi vista por José Sócrates como uma "indireta" ao caso judicial em que está indiciado por corrupção e evasão fiscal por, segundo o Ministério Público, usar as contas do amigo Carlos Santos Silva para esconder dinheiro que na verdade seria seu. Os advogados logo anunciaram que iriam apresentar uma queixa formal contra o juiz, que tem a seu cargo a instrução do processo em que Sócrates é arguido.

Será agora um juiz desembargador a decidir se Carlos Alexandre tem condições para prosseguir com a instrução do caso. Dois dias depois da entrevista, Sócrates reagiu num artigo de opinião no "DN", acusando o juiz de "uma cobarde e injusta insinuação baseada na imputação que o Ministério Publico me fez no referido processo".

O Conselho Superior da Magistratura, órgão de disciplina dos juízes, anunciou por seu lado que iria "analisar" a entrevista. Se considerar que o Carlos Alexandre infringiu o dever de reserva, poderá instaurar um inquérito ou mesmo um processo disciplinar. Na entrevista, o juiz declarou ainda que não tem "dinheiro em contas de amigos".