Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Grupo de trabalho vai discutir imposto sobre alimentos nocivos

  • 333

Justin Sullivan/Getty Images

Ministério da Saúde vai reunir-se com representantes do sector alimentar e dos consumidores. Serão estipulados prazos e metas para serem seguidos

O Governo vai criar um grupo de trabalho com representantes do sector alimentar e dos consumidores para discutir a aplicação de um imposto extra para produtos nocivos à saúde como os refrigerantes. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo jornal “i” e foi confirmada ao Expresso por fonte do Ministério da Saúde.

O diálogo entre a tutela e os representantes do sector já está em marcha desde os últimos meses, mas com a criação deste grupo do trabalho serão estipulados prazos e metas para serem seguidos.

Esta questão será um dos pontos que estará em debate no Conselho de Ministros Extraordinário desta quinta-feira, sendo o objetivo do Executivo reduzir o consumo elevado de açúcar, sal e gordura processada.

No final de maio, o Governo anunciou que iria introduzir uma taxa sobre os produtos açucarados, como os sumos e os refrigerantes, um novo imposto, que seria preparado pelos Ministérios da Saúde, Economia e Finanças.

O Executivo anunciou também que iria proibir a venda de produtos nocivos em hospitais e centros de saúde, passando a disponibilizar snacks mais saudáveis, como leite, iogurtes meio gordos/magros, ou fruta da época. Outro dos objetivos do Executivo passa por combater o sedentarismo.