Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Três institutos recebem €2,5 milhões para impulsionar medicina de precisão

  • 333

Institutos de Medicina Molecular, Instituto de Biotecnologia e Bioengenharia e de Engenharia de Sistemas e Computadores vão receber um financiamento para aplicarem na prática clínica estratégias de prevenção e tratamento mais personalizadas

Três institutos de investigação portugueses vão receber 2,5 milhões de euros para desenvolver um programa para aplicar na prática clínica a medicina de precisão, que é mais centrada no doente individual.

O consórcio Precise, que junta o Instituto de Medicina Molecular, o Instituto de Biotecnologia e Bioengenharia e o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, vai receber um financiamento de 2,5 milhões de euros para aplicar na prática clínica estratégias de prevenção e tratamento mais personalizadas.

Segundo uma nota enviada à agência Lusa, entre os objetivos do projeto está a criação de um protótipo de uma plataforma digital para a medicina de precisão, melhorias na prevenção e tratamento do acidente vascular cerebral e desenvolver novos processos para chegar a terapias inovadoras de base celular.

A medicina de precisão tem como objetivo desenvolver tratamentos adaptados às alterações moleculares de cada doente.

O trabalho do consórcio vai ser desenvolvido por equipas multidisciplinares que integram médicos e engenheiros das três instituições de investigação da Universidade de Lisboa.

O financiamento do projeto provém do concurso de Programas de Atividades Conjuntas, que integra o Portugal 2020.