Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Fogos de Monchique e Vila Pouca de Aguiar por controlar

  • 333

LUÍS FORRA / Lusa

Os dois incêndios têm duas frentes ativas e são ambos “preocupantes” para as autoridades

O incêndio que deflagrou em Silves na noite de quinta-feira foi esta sexta-feira dado como dominado, estando pelas 07:15 dois fogos a lavrar com intensidade e a preocupar as autoridades, em Monchique e em Vila Pouca de Aguiar.

Fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) adiantou esta sexta-feira à Lusa que o incêndio de Silves, que deflagrou às 21:20 de quinta-feira e obrigou ao desvio de alguns meios do de Monchique, foi dado como dominado pelas 06:30.

Quanto aos restantes incêndios que lavram no país e denominados como "ocorrências importantes" pela Proteção Civil tanto de Monchique, distrito de Faro, como o de Vila Pouca de Aguiar, distrito de Vila Real, possuem pelas 07:15 duas frentes ativas e são ambos "preocupantes" para as autoridades.

Esta madrugada uma das três frentes do incêndio que lavra em Monchique foi dominada e outra estava controlada em 60%, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro.

A terceira frente ativa na localidade de Fóia lavrava a oeste e "não tem acesso a veículos de combate", indicou fonte do posto de comando de operações.

Pelas 07:15 estavam no local 603 operacionais, apoiados por 195 veículos.

Já o incêndio de Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, é também uma reativação do fogo que teve início pelas 10:48 de segunda-feira, foi dado como extinto uma primeira vez na tarde de terça-feira e dado como dominado na quinta-feira pelas 10:57.

O incêndio florestal, que começou em Soutelinho do Mezio, freguesia de Telões, na segunda-feira, reativou-se possuindo agora duas frentes ativas.

No local estão 197 operacionais, apoiados por 58 meios terrestres.

Às 07:15, a página da internet da ANPC contabilizava 30 incêndios rurais ativos em todo o país, que mobilizam 1.334 operacionais e 454 meios terreste, sendo o distrito de Faro aquele que mobiliza mais bombeiros, 529, nas três ocorrências em destaque na página da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

No distrito de Vila Real, aquele em que mais fogos estão ativos, com cinco ocorrências, estão mobilizados 227 operacionais, apoiados por 84 meios terrestres.