Siga-nos

Perfil

Expresso

  • “O normal é que quando a mãe morre a criança também morra”

    Foi o caso da semana: o bebé que nasceu da mãe em morte cerebral. Ela tinha 37 anos quando uma hemorragia ditou-lhe o fim, mas o feto cresceu na Unidade de Cuidados Neurocríticos do Hospital de São José durante mais 17 semanas, até ser feita a cesariana. Um caso raro na Medicina mundial, já motivo de congratulação pelo Presidente da República. Susana Afonso, uma das médicas que participaram na “missão de salvamento”, explica em entrevista ao Expresso como foi lidar com uma situação inédita, como profissional e como mãe. Aqui fica a versão integral da conversa

  • Bebé do São José: seis razões para um milagre

    Um momento único na carreira de mais de três décadas uma médica: uma cesariana tecnicamente simples, mas um momento emocionalmente muito difícil. Esta semana nasceu um bebé saudável de uma mãe a quem fora declarada morte cerebral há 17 semanas. Um caso raro na medicina mundial, contado na primeira pessoa pela obstetra que trouxe ao mundo um bebé ímpar