Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

PJ do Porto detém ex-bombeiro suspeito de fogo posto

  • 333

Rui Duarte Silva

Antigo voluntário da corporação de Oliveira de Azeméis foi detido pela presumível autoria de 26 incêndios florestais naquele concelho este ano. O suspeito já cumpriu pena de prisão efetiva pelo mesmo tipo de crime

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

A diretoria do norte da Polícia Judiciária, em colaboração com a GNR, deteve fora de flagrante delito um homem de 45 anos, “fortemente indiciado” pela prática de 26 incêndios ateados este ano em zonas florestais do concelho de Oliveira de Azeméis.

Segundo a PJ, a detenção ocorreu após diversas diligências a inúmeras ignições florestais deflagradas a partir de junho em múltiplos espaços arborizados da região e que causaram grande alarme social “dada a proximidade de habitações”. Dois incêndios florestais de grandes proporções, provocados por fogo posto nos dias 14 e 25 de julho, obrigaram à mobilização de 14 corporações de bombeiros, entre as quais a de Oliveira de Azeméis e Arouca, duas das localidades mais afetadas pela vaga de incêncios deste verão.

Na sequência dos fogos, provocados com recurso a um isqueiro pelo incendiário reincidente, terá ardido uma “vasta área de árvores e vegetação mista”. A Judiciária adiantou ao Expresso que o suspeito pertenceu em tempos à corporação de Bombeiros de Oliveira de Azeméis, tendo já sido condenado a três anos de prisão efetiva pelo mesmo tipo de crime. Libertado em 1998 e atualmente sem ocupação laboral, o detido vai ser esta quarta-feira presente a interrogatório judicial.

Ao todo, a PJ do norte já deteve 35 pessoas suspeitas da prática de incêndios florestais.