Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Portugal acionou mecanismo europeu de proteção civil para combater incêndios

  • 333

HOMEM DE GOUVEIA/ Lusa

Itália já disponibilizou um avião Canadair, aguardando-se respostas de outros Estados-membros da UE

O Governo português já acionou formalmente o mecanismo europeu de proteção civil e já obteve a resposta positiva de um avião Canadair italiano, que virá para Portugal ajudar no combate aos incêndios, disse à Lusa fonte oficial.

Segundo a fonte do Ministério da Administração Interna, o governo português já fez o pedido formal de ajuda aos Estados-membros da União Europeia em matéria de proteção civil para fazer face aos muitos incêndios que lavram no norte e centro do país.

A Itália já disponibilizou um avião Canadair, aguardando-se respostas de outros Estados membros da UE.

O mecanismo europeu de proteção civil é uma bolsa de meios disponibilizada pelos Estados membros da UE que permite que outros peçam ajuda em casa de necessidade, por exemplo, incêndios, cheias, sismos, ou outros.

Mais de 1.700 operacionais estavam hoje, às 12h30, a combater 13 grandes fogos florestais no continente português, ao mesmo tempo que no Funchal os bombeiros continuam a tentar apagar os vários focos de incêndio.

A Madeira foi assolada por vários incêndios desde segunda-feira em várias zonas da região, que provocaram três mortos no Funchal, centenas de desalojados, dezenas de casas destruídas e avultados danos materiais.

Cerca de 135 efetivos, 115 oriundos de Lisboa e outros 30 Açores, foram enviados para a região para reforçar as equipas no combate aos incêndios.

No continente, a Autoridade de Proteção Civil (ANPC) considerava como "ocorrências importantes" na sua página às 12h30 sete incêndios rurais nos concelhos de Águeda, Gondomar, Arouca, com dois fogos ativos, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo, Sabugal, Barcelos, Castelo de Paiva, Anadia, Santa Maria da Feira e Penafiel.