Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

“Será mais uma noite sem dormir”, diz autarca do Funchal

  • 333

GREGÓRIO CUNHA/LUSA

Autarca funchalense admite que a situação deverá manter-se complicada durante as próximas horas

O presidente da câmara do Funchal, Paulo Cafôfo, admitiu esta noite que a situação no Funchal se mantém complicada, mas garantiu que a equipa de bombeiros continuará no terreno até o fogo entrar em fase de rescaldo.

“Será mais uma noite sem dormir, mas não descansamos enquanto a cidade [do Funchal] não estiver em segurança”, afirmou o autarca à SIC Notícias.

Paulo Cafôfo disse que tem mantido o contacto com o primeiro-ministro, tendo-lhe confirmado há pouco tempo que 110 operacionais irão ajudar as forças no tereno.

A secretária regional da Inclusão Social e Assuntos Sociais, Rubina Leal, sublinhou por sua vez que a Proteção Civil da Madeira tem estado mobilizada há mais de 36 horas e que meia centena de operacionais continuarão a combater as chamas no centro do Funchal, sobretudo na baixa citadina.

Confrontado sobre acusações de que o Governo Regional pediu ajuda tarde ao Governo da República, Rubina Leal disse que essa questão não faz sentido, salientando que Miguel Albuquerque contactou o primeiro-ministro após o almoço, tendo-lhe sido dada a garantia de apoio por parte do Executivo.

“O que temos consciência é que as condições climatéricas não têm ajudado a situação: o tempo quente, a humidade baixa e as grandes rajadas de vento são totalmente propícias ao reacendimento e início de fogos nas zonas altas”, rematou.