Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Fogo em Mêda, Guarda, combatido por 142 homens e dois meios aéreos

  • 333

O incêndio é um dos quatro destacados este sábado pela Proteção Civil como “ocorrências importantes”

Um incêndio que deflagrou este sábado numa zona de Mato em Rabaçal, freguesia de Mêda, distrito da Guarda, está a ser combatido por 142 homens, 41 viaturas e dois meios aéreos, revelou a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

O fogo "em mato", com "uma frente ativa", começou pelas 9h33, acrescenta a página da internet da ANPC, indicando a existência de "riscos mistos /incêndios rurais / povoamento florestal".

A informação disponibilizada às 13h pela Proteção Civil destacava como "ocorrências importantes" mais três incêndios, que, no total, estão a mobilizar 480 homens, 148 meios terrestres e nove meios aéreos.

Em causa estão um incêndio no distrito Viana do Castelo, em Arcos de Valdevez, e dois no distrito do Porto - um em Gestaçô, Baião, e outro em Melres, Gondomar.
O fogo que deflagrou na quinta-feira numa zona de mato em Peneda, freguesia da Gavieira, Arcos de Valdevez, continua ativo e está a ser combatido por 194 homens, 62 viaturas e seis meios aéreos.

No concelho de Gondomar, o incêndio que começou na tarde de sexta-feira na freguesia de Melres e Medas, concelho de Gondomar, distrito do Porto, tem duas frentes ativas "bastante longas" e está a aproximar-se de duas povoações, revelaram os Bombeiros Voluntários de Melres à Lusa, por volta das 11h30.
De acordo com ANPC, foram mobilizados para combater as chamas 87 homens, 29 viaturas e um meio aéreo.

Em Gestaçô, concelho de Baião, um "incêndio em mato com uma frente ativa" está a ser combatido por 57 homens e 16 meios terrestres, segundo a ANPC.
De acordo com a Proteção Civil, este fogo começou pelas 5h50 deste sábado.