Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Apps para levar no banco de trás

  • 333

Getty

A impaciência dos mais novos não combina com viagens de longa distância e é preciso descobrir novas formas de entreter as crianças a bordo. A tecnologia dá uma ajuda

O estudo da Disney foi feito em Inglaterra, mas a julgar pelas conclusões citadas no jornal “Telegraph” a realidade é em tudo semelhante à do resto do mundo — sim, Portugal incluído. Mais de 80% dos pais admitem que entregam um tablet às crianças durante uma viagem de carro e metade dos inquiridos acredita que consegue pelo menos uma hora de tranquilidade. Sem os gadgets, essa mesma hora de silêncio e paz no banco de trás só está ao alcance de um em cada cinco condutores. Uma viagem longa com trânsito, calor e barulho não é a melhor forma de começar as férias. Por isso, aqui fica aqui uma lista com as melhores apps para entreter os mais novos.

Os jogos são o centro da solução e são milhares os que estão disponíveis nas principais lojas de aplicações. Há opções para todos os gostos, mas, mesmo em férias — a edição de agosto da revista “Exame Informática” traz as melhores apps para o verão como tema de capa —, vale a pena apostar nas que têm uma componente formativa. Aqui, o destaque vai para WordBrain (iOS e Android), um jogo de palavras com 580 níveis capaz de proporcionar muitas horas de aprendizagem, mas também para outras propostas. Falamos de Memorado — Brain Games (iOS e Android) — são ‘só’ 24 jogos em 720 níveis —, assim como de Matemática para Crianças (com quatro divertidos desafios desenvolvidos pela portuguesa Science4you) ou de Toca Lab (iOS e Android), sobre experiências laboratoriais. Os mais novos vão delirar com a possibilidade de colorir diretamente no smartphone ou tablet com Recolor (iOS e Android) ou de cortar com precisão com a ajuda de Super Sharp (iOS e Android).

Há de tudo, e os puristas que defendem que “férias são férias” também não ficam de fora. De jogos do momento a clássicos de sempre, tanto a App Store como a Google Play são os locais a pesquisar. A saga da “Guerra das Estrelas” chegou aos telefones inteligentes com Lego Star Wars: The Force Awakens (iOS), e a versão portátil de Minecraft, aqui apresentado com o título Minecraft: Pocket Edition (iOS e Android), é outro caso sério — que até é usado em contexto de sala de aula.

As aplicações, só por si, não fazem o milagre por inteiro. O ideal será conseguir juntar mais dois elementos: acesso à internet e uns auscultadores. Fica reunida a santíssima trindade do descanso (no banco da frente) e do entretenimento (nos lugares traseiros).

O melhor mesmo é ter cuidado com os dados móveis quando as aplicações escolhidas exigem ligação permanente à internet. As de streaming, como a Netflix — que inclui uma parte dedicada às crianças (Netflix Kids) —, não são a melhor opção para quem não tiver um plano de internet extenso. Pode ser preciso travar a fundo neste mundo do entretenimento a bordo e depois acelerar para jogos mais antigos, como contar matrículas ou descobrir cores ao longo da viagem. Entretenha-os com cautela.