Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

GRANDE TURISMO - O Mercedes XL

  • 333

Nas estradas portuguesas circulam milhares de pequenos SUV. Mas são os modelos de luxo e de maiores dimensões que mais dão nas vistas. O Mercedes GLS vem substituir o anterior GL. Além da nova designação, está ainda mais requintado

Por Rui Pedro Reis/SIC

Visto por fora o Mercedes GLS é daqueles carros que impressiona mesmo quando está parado. É maior que um Audi Q7, que é precisamente um dos rivais neste mercado exclusivo. A grelha dianteira mudou face ao anterior GL. Tem agora um design mais robusto, com o logótipo da marca com dimensões tão generosas que mesmo alguém com miopia consegue ver à distância.

Por dentro as mudanças também não são profundas. Na consola central, destaca-se o ecrã tipo tablet com 7”. A qualidade dos materiais é a que se espera de um automóvel deste segmento, ainda que um ou outro plástico pudesse ser de melhor qualidade. Nos lugares de trás há espaço mais que suficiente para três adultos e até a terceira fila de bancos consegue níveis de conforto assinaláveis.

Com o uso da terceira fila, apenas a bagageira sai prejudicada, ao ficar reduzida a 295 litros. Com a configuração de cinco lugares o cenário já é outro. Os 680 litros tornam o GLS a referência deste mercado de nicho.

Um gigante que gosta de curvas

Os primeiros quilómetros ao volante do GLS impressionam pela forma como o conhecido motor 3.0 V6 diesel da Mercedes anula o peso considerável deste veículo., 2455 kg. Bastam 7,8 segundos para ir dos 0 aos 100 km/h. A caixa automática de nove velocidades dá uma ajuda, com passagens rápidas mesmo no modo Confort. O conjunto resulta num dinamismo que por momentos faz esquecer que este GLS é feito mais para grande estradas do que para aventuras no casco urbano das cidades

O banco do condutor tem bom apoio lateral, o que vem mesmo a calhar. O trabalho de insonorizarão merece nota de destaque. Só no modo desportivo ou quando se leva as rotações do motor acima das 3000 é que o ruído se torna mais presente, sem no entanto chegar a ser um incómodo. Com pneus bem largos, a forma como o ruído de rolamento foi filtrado também mostra bem o empenho que a marca alemã colocou neste modelo. Um passo em frente quando se tem como referência o anterior GL.

Nem é preciso fazer contas

Num automóvel que custa mais de 100.000 euros não faz muito sentido destacar os consumos. Mas o trabalho dos engenheiros da Mercedes tornou possível consumos médios de 7,5 litros aos 100 km. Com um depósito de 100 litros, consegue-se uma boa autonomia, que não obriga a paragens frequentes em grandes viagens. Com linhas direitas e menos trabalhadas que, por exemplo, um GLE Coupé, o GLS não deixa de despertar curiosidade. Seja em ambiente urbano ou fora de localidades, é um automóvel que não passa despercebido. Mesmo quando se circula a baixa velocidade, as dimensões levam a que os outros condutores facilmente cedam passagem.

Não há dúvida que o GLS é um automóvel estatutário. O seletor de género de piso convida a sujá-lo mas depois pode vir o arrependimento, porque este é um daqueles automóveis que uns gostam de levar para uma noite de ópera, enquanto outros preferem seguir por outros trilhos menos convencionais.

Como não tive oportunidade de levar o GLS para fora de estrada, o meu dia e este ensaio terminaram com o percurso em terra batida que me levou até à Praia da Sereia, na Costa da Caparica. Aí o GLS mostrou uma boa gestão eletrónica da tração integral. Só não se safou de ficar a precisar de um banho, porque o pó tipo fesh fesh é conhecido dos trilhos de África, mas os veraneantes que frequentam as praias da Costa sabem que por aqui a poeira que se levanta chega a prejudicar a visibilidade. Ainda assim, serve de inspiração para outras aventuras. Deixo o GLS e sigo para o areal. Com o sol no horizonte ficou o sonho de um dia rumar a sul com o GLE para ver como portaria nos trilhos de Marrocos.

FICHA TÉCNICA
Mercedes GLS 350d 4Matic

MOTOR
2987 cc
258 cv
620 Nm às 1 600 rpm - 2 400 rpm

TRANSMISSÃO
Integral automática de 9 velocidades

PRESTAÇÕES
222 km/h
7,8 s 0-100 km/h

CONSUMOS
7,6 l/100 km
199 g CO2/km

Preço: €107.500 (Versão ensaiada €128.900)