Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Avião da TAP escoltado por caça francês

  • 333

RAFAEL MARCHANTE / Reuters

Fonte oficial da TAP disse ao Expresso que nunca esteve em causa a segurança dos passageiros que seguiam a bordo do avião com destino a Copenhaga. “Este procedimento só se explica porque a França está em alerta máximo”, sublinhou

Um avião da TAP que partiu na sexta-feira de Lisboa com destino a Copenhaga foi escoltado por um caça francês, quando estava a sobrevoar o espaço aéreo do país. A notícia avançada este domingo pelo “Correio da Manhã” foi entretanto confirmada pelo Expresso.

Em causa esteve um problema nas comunicações, o comandante não respondeu durante uns minutos ao centro de controlo de Nantes porque o rádio não estava na mesma frequência, levando um avião da Força Aérea francesa a seguir a aeronave da companhia portuguesa.

“O caça aproximou-se e voltou-se a afastar, depois de verificarem a situação. Os passageiros nunca estiveram em perigo”, garantiu ao Expresso fonte oficial da TAP.

Segundo a mesma fonte, a situação só se justifica devido ao prolongamento do estado de emergência em França, após o atentado da última quinta-feira em Nice.

“O avião nunca saiu de rota. Um atraso na comunicação não teria resultado neste procedimento se não fosse o contexto. A França está em alerta máximo devido ao risco de terrorismo”, sublinhou.

A mesma fonte da TAP explicou que estes atrasos nas comunicações são frequentes, sobretudo nas alturas de grande tráfego aéreo. “O tipo de procedimento mais rápido e deste nível é que já não é tão frequente e só se explica pelo contexto”, admitiu.

O avião da TAP, que partiu de Lisboa às 17h de sexta-feira com destino a Copenhaga, seguia com 140 passageiros a bordo.