Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

O PC mais portátil de todos? É este!

  • 333

O design compacto limita o desempenho, mas a mobilidade e a capacidade de podermos usar um telemóvel como rato e teclado são mais-valias

Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Parece uma pen mais volumosa que o habitual, mas é um computador. Os PC sticks são um conceito útil que tem vindo a ganhar cada vez mais espaço no mercado, pois apenas precisam de ser ligados a um monitor ou TV para, a partir daí, se assumirem como um computador normal. É claro que a dimensão reduzida obriga a concessões no desempenho, mas o TS10 mostrou-se capaz de desempenhar as tarefas básicas, como trabalhar num documento de texto, gerir a agenda ou navegar na Internet.

Em relação aos outros PC sticks que testámos anteriormente, notámos imediatamente duas diferenças. A primeira é a inclusão de duas portas USB (uma delas 3.0), o que facilita a ligação de periféricos, incluindo discos rígidos externos rápidos. A segunda, de que gostámos particularmente, é a disponibilização de um suporte que permite fixar facilmente o TS10 na traseira ou na lateral de um monitor.

A configuração do equipamento é exatamente igual à de um PC normal, sendo a grande diferença que se sente a disponibilização do VivoRemote Center, um ecrã que surge antes do ambiente Windows sempre que se liga o computador e que torna mais fácil a navegação, pois fornece atalhos para o browser, definições e ferramentas de entretenimento e produtividade.

Sem fios e com o telemóvel

Como vem equipado com Bluetooth e Wi-Fi, o ideal seria recorrer a um teclado e/ou rato sem fios para controlar o TS10, mas é reconfortante saber que também podemos usar as portas USB para adicionar os dois periféricos. Um aspeto menos positivo foi o facto de o VivoStick fazer algum barulho durante o funcionamento quando aumentámos o grau de exigência das tarefas. O que é incomodativo quando, por exemplo, usamos esta máquina para reproduzir vídeo num televisor.

Outra grande mais-valia deste PC é o facto de se poder usar a app VivoRemote para controlar o VivoStick. Basta descarregar a aplicação, usar a mesma rede sem fios tanto no dispositivo móvel como no computador e passamos a poder usar o telemóvel ou o tablet como rato e teclado. Contudo, há que salientar que a app não foi capaz de detetar automaticamente o TS10, pelo que acabámos por ter de colocar o endereço de IP manualmente. Um processo simples para quem conhece esta terminologia, mas que pode levantar problemas a utilizadores inexperientes.

O VivoStick TS10 é um computador diferente, que apela a alguns perfis de utilização. Por exemplo, é um bom sistema para ligar ao televisor e reproduzir conteúdos multimédia, como as fotos da família ou vídeos, utilizando o telemóvel como controlo remoto. Num mundo cada vez mais ligado à “nuvem”, esta máquina também pode ser interessante para quem procura uma solução de baixo custo para aceder à Internet a partir de qualquer lugar, desde que haja um ecrã.