Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Vai ficar muito, muito, muito, muito mas mesmo muito quente

  • 333

Nuno Botelho

Temperaturas sobem significativamente por todo o país a partir desta quinta-feira. É preciso tomar precauções

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou de sete para 12 os distritos sob ‘Aviso Amarelo’, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido ao tempo quente.

De acordo com o IPMA, estão sob ‘Aviso Amarelo’, os distritos de Beja, Évora, Setúbal, Portalegre, Santarém, Lisboa, Leiria, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga e Viana do Castelo, bem como o arquipélago da Madeira.

Anteriormente, o instituto tinha colocado sob ‘Aviso Amarelo’ os distritos de Beja, Évora, Setúbal, Portalegre, Santarém, Lisboa e Leiria e a Madeira até às 21h de sexta-feira, devido à persistência de valores elevados das temperaturas máximas.

‘Aviso Amarelo’ significa “risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica”.

Na quarta-feira, o IPMA anunciou a previsão de tempo quente e seco, com temperaturas acima dos 30 graus nas regiões do norte e, entre os 35 e 40 graus, para o centro e sul do país, além da temperatura mínima acima dos 20 graus.

Também a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou na quarta-feira para o risco de incêndio em níveis muito elevados para os próximos dias, devido às previsões de tempo quente e seco, com temperaturas a rondar os 40 graus.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu na quarta-feira um alerta, à população em geral e em particular às pessoas mais vulneráveis, para que adotem medidas de prevenção contra as temperaturas elevadas, esperadas para os próximos dias.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, prevê-se um aumento significativo das temperaturas a partir desta sexta-feira, dia 14 de julho, até dia 20 de julho, pelo menos.

Neste contexto, a DGS “recomenda a adoção de medidas gerais de prevenção destinadas à população em geral e medidas específicas para pessoas mais vulneráveis aos efeitos do calor”, nomeadamente bebés e crianças pequenas, idosos, doentes crónicos, praticantes de desporto e pessoas isoladas e em carência económica e social.

Quanto ao estado do tempo para hoje, o instituto prevê para o continente céu geralmente limpo, vento em geral fraco predominando do quadrante leste, soprando temporariamente moderado de noroeste no litoral oeste durante a tarde, em especial a norte do Cabo Raso.

Está também prevista subida de temperatura, em especial da máxima e no litoral centro.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, apresentando-se geralmente pouco nublado nas vertentes sul, vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando moderado a forte nas terras altas até ao início da manhã e pequena subida da temperatura máxima.

Para os Açores, a previsão aponta para períodos de céu muito nublado, tornando-se encoberto, períodos de chuva para o fim do dia, neblinas e vento fraco a bonançoso.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 19 e 36 graus Celsius, no Porto entre 17 e 30, em Vila Real entre 14 e 29, em Viseu entre 15 e 30, em Bragança entre 10 e 30, na Guarda entre 12 e 28, em Castelo Branco entre 18 e 34, em Coimbra entre 12 e 34, em Santarém entre 13 e 38, em Évora e Beja entre 17 e 37, em Faro entre 22 e 30, no Funchal entre 20 e 27, em Ponta Delgada entre 20 e 24, na Horta entre 22 e 26 e em Santa Cruz das Flores entre 21 e 26.