Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Portugal tem a segunda taxa de natalidade mais baixa da União Europeia

  • 333

António Pedro Ferreira

A população do bloco europeu aumentou, mas taxa de substituição de gerações em Portugal é de -2,2%

No ano passado, a taxa de natalidade em Portugal foi de 8,3%, a segunda mais baixa da União Europeia. É uma percentagem que combinada com a taxa de mortalidade de 10,3% leva o país a apresentar um saldo negativo de -2,2% na substituição de gerações, mostram os números do Eurostat divulgados esta sexta-feira.

Os dados sobre a população do Gabinete de Estatística da União Europeia confirmam, também, que o país viu o número de residentes cair 3,2% em termos absolutos. Em janeiro último, tinha 10,341 milhões de habitantes, contra 10,374 milhões um ano antes.

Na União Europeia, a taxa de substituição da população também foi negativa pela primeira vez, com 5,1 milhões de nascimentos contra 5,2 milhões de óbitos, mas a população aumentou 3,5% no último ano, para os 510.056.000 milhões, devido ao impacto da imigração.

Alemanha é o país mais populoso (82,2 milhões), o Luxemburgo teve o maior crescimento demográfico (23,3%) e a Itália apresenta a menor taxa de natalidade (8%), sendo o único país que fica abaixo de Portugal neste indicador, e a média europeia nos nascimentos é de 10%, com a Irlanda a liderar (14,2%).

O saldo mais positivo entre nascimentos e mortes também é da Irlanda (7,7%), mas 13 países, incluindo Portugal, seguem em sentido contrário, com destaque para a Bulgária (-6,2%).