Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Oito milhões de euros para regenerar mais de 40 ruas no Porto

  • 333

Até ao final do ano, a Câmara Municipal do Porto tem o objetivo de regenerar mais de 40 artérias na cidade, num investimento que ascende os oito milhões de euros.

André Manuel Correia

As obras visam melhorar a qualidade do pavimento, mas também proceder a uma requalificação, reordenar o trânsito e melhorar as condições de segurança e iluminação. O anúncio foi feito esta terça-feira pelo presidente da autarquia, Rui Moreira, e pela vereadora da mobilidade, Cristina Pimentel.

O presidente da câmara portuense destacou, em declarações aos jornalistas, que o programa de regeneração obedece a um conjunto de critérios, que passam por “reduzir a sinistralidade, moderar a utilização abusiva da via pública e facilitar também a circulação dos transportes públicos”.

As intervenções arrancam já esta terça-feira, na Rua da Constituição e na Avenida AEP (no sentido Matosinhos-Porto) e decorrerão sobretudo no período noturno e durante os fins de semana, de forma a evitar maiores constrangimentos ao nível da circulação. A meio deste mês, iniciam-se as obras na Rotunda de Bessa Leite e Sidónio Pais. Estes três projetos de requalificação custarão, no total, 5oo mil euros. Também na Rua dos Castelos já se efetua uma repavimentação e no Jardim do Marquês de Pombal a iluminação pública está a ser substituída.

Em fase pré-contratual encontram-se obras em ruas como Diogo Botelho, Restauração, Cimo Muro e Bartolomeu Velho, o que implicará um custo estimado de 1,2 milhões de euros e cujos trabalhos principiam em setembro. Por essa mesma altura, deverá iniciar-se a mais “pesada” das intervenções a realizar este ano e que corresponde à reabilitação do espaço público do Bairro do Regado, lê-se no comunicado da autarquia disponibilizado à imprensa. Esta intervenção está orçada em mais de 1,8 milhões de euros.

Outro dos bairros que será submetido a uma intervenção, ainda durante 2016, é o Bairro Leão XIII, cujo valor da obra ultrapassa os 600 mil euros. Na Rua da Restauração está prevista também uma “importante” intervenção realizada em parceria com a STCP, informa a autarquia, e na Rua Coronel Raúl Peres serão aplicados 400 mil euros em melhorias.

Também para outras vias as intervenções estão já orçamentadas e devem arrancar brevemente. São elas a Avenida Marechal Gomes da Costa, a Praça das Flores, a Rua do Ouro, o cruzamento da Rua Amial, bem como alteração de sentidos na Rua Bom Sucesso, Castelo de Guimarães, Cónego Ferreira Pinto, Rua de Contumil, Rua Dr. Nuno Pinheiro Torres, Sarmento Beires e no Terminal do Bom Sucesso. Está igualmente contemplado neste programa de regeneração um reordenamento viário junto ao Estádio do Dragão.

Na verdade, a operação de regeneração já começou em doze artérias da cidade, como foi o caso da construção do Atravessamento dos Bairros Novo da Pasteleira e Pinheiro Torres, ou a requalificação do Largo do Carmo e as melhorias na Rua Magalhães Lemos. Nas intervenções já efetuadas pela empresa municipal de Gestão de Obras Públicas, foram despendidos 1,3 milhões de euros.

Estas obras, já concluídas ou as que estarão em curso, perfazem então o valor superior a 8 milhões de euros, onde não estão incluídas as despesas com outros projetos para a cidade, como por exemplo a modernização do Mercado do Bolhão.