Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Aga Khan investe 100 milhões em Portugal

  • 333

Projeto educativo na grande Lisboa é a primeira aposta do Imamat Ismaili no país

Vai ser a primeira academia Aga Khan na Europa. Está preparada para receber cerca de mil alunos logo na primeira fase — a abertura está prevista para 2018 — e aceita crianças desde os cinco anos até à idade universitária. O investimento está orçamentado em cem milhões de euros e acontece no seguimento da instalação da sede mundial do Imamat Ismaili em Lisboa. A decisão foi tomada ainda antes da assinatura do acordo com o Estado português nesse sentido. Porém, em cima da mesa ainda está a escolha do local onde irá funcionar a academia, uma opção que dependerá das negociações para a aquisição de terrenos que neste momento decorrem.

A academia integrará estudantes de todas as classes sociais. Os testes de admissão são feitos em função do mérito e talento dos candidatos, que pagarão propinas de acordo com o rendimento das famílias. As bolsas da Fundação Aga Khan incluem alojamento para os alunos sem capacidade financeira e regime de internato a partir dos 12 anos. O objetivo é proporcionar um ensino de excelência a alunos portugueses, dos PALOP e das academias existentes noutros países em regime de rotatividade (Índia, Quénia e Moçambique).

Além da educação, a cultura é outra das áreas de investimento da fundação em Portugal. Hoje inaugura em Toronto, no Canadá, a primeira exposição fruto dessa atuação. Trata-se de “Reconstruindo o Alhambra no Museu Aga Khan”, um trabalho do arquiteto Siza Vieira.