Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu trabalhador que ficou suspenso a grande altura após queda de grua em Lisboa

  • 333

António Cotrim / Lusa

O trabalhador da HCI Construções entrou em paragem cardiorespiratória pouco depois de ter dado entrada no Hospital de S.José

Morreu o trabalhador da HCI Construções que ficou suspenso esta quarta-feira a uma grande altura na sequência da queda de uma grua na Avenida Duque de Loulé, disse ao Expresso a porta-voz do Centro Hospitalar de Lisboa Central.

“O doente entrou em paragem cardiorespiratória aqui e após manobras de reanimação foi declarado óbito às 18h15”, afirmou Fátima Palmeiro.

O trabalhador da empresa de construção civil deu entrada no Hospital de S. José às 17h21, depois de ter estado suspenso a uma altura de cerca de 30 metros após a queda de uma grua. A vítima é o manobrador da máquina que participava nos trabalhos de demolição de um prédio na Avenida Duque de Loulé, tendo acabado por cair num edifício próximo ocupado pela EDP, na Rua Camilo Castelo Branco.

O acidente obrigou à evacuação do prédio e ao corte do trânsito na Av. Duque de Loulé e na Rua Camilo Castelo Branco. A situação só deverá estar totalmente normalizada na quinta-feira.

No local estiveram nove viaturas e 17 elementos do Regimento de Sapadores dos Bombeiros de Lisboa e o INEM a participarem na operação do resgate da vítima.

Contactada pelo Expresso, a HCI Construções, empresa responsável pela obra, recusou-se a prestar quaisquer declarações. Entretanto, será aberto um inquérito para apurar as causas do incidente.