Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Novas vistas sobre a cidade

  • 333

O 9Hotel Mercy 
tem o mais recente terraço de Lisboa

Nos últimos anos, os portugueses tomaram gosto ao hábito de um copo depois do trabalho. Os terraços (rooftop) e as suas vistas tornaram-se sítios de eleição para tal. Fomos ver os mais recentes

Há uma nova época que se inaugura no verão, mal começam a surgir os dias de calor e sol. Trata-se da época dos rooftop bares e das suas festas de fim de dia. Menos oficial, mas à semelhança da época balnear é possível fazer um mapa com os pontos de interesse. E nos últimos anos têm surgido cada vez mais, vêm responder a uma das tendências mais recentes para os portugueses: o copo ao fim do dia. Sim, era algo banal em países como Espanha ou Inglaterra, contudo, por cá ia-se diretamente do trabalho para casa. Agora, passa-se por um terraço antes. Se houver uma festa melhor ainda. Lisboa e Porto não ficaram imunes à tendência. Aos sítios que já se tornaram emblemáticos e que fazem parte dos guias turísticos juntamos os últimos a abrir e que são promessas para este verão.

Com vista para o Jardim Botânico e para o Jardim do Torel, o Ático Rooftop, no último andar do NH Hotel da Avenida da Liberdade, tem uma lista de cocktails assinados pelo bartender argentino Diego Cabrera como tentação. O cartão de visita do Ático, que tem o mesmo nome que o espaço, é um cocktail fresco, feito a pensar nas noites quentes, à base de ginja, tequila, sumo de limão, gengibre, ananás, hortelã-pimenta e açúcar. A pensar nas festas que se prologam noite dentro, o bartender criou ainda o Liberdade, mais quente, feito com vinho do Porto tinto, bourbon, licor de chocolate, sumo de limão, hortelã-pimenta e framboesa. As tapas e saladas ajudam a ficar no espaço e a estender a estadia até mais tarde. É que uma das apostas do Ático são as after work parties, com começo marcado para as 23 horas e fim ao início da madrugada.

Os terraços não são apenas para serem aproveitados ao fim dos dias de semana. Mas esta acaba por ser a melhor solução, para evitar as enchentes dos sábados e domingos. No 9Hotel Mercy, em pleno Chiado, há uma opção mais discreta. O último andar do prédio tem um pequeno e reservado bar com vista para os telhados da cidade e para os bairros e zonas mais antigas e históricas, como o Castelo de São Jorge. “O rooftop do 9Hoter Mercy será mais um espaço privilegiado para desfrutar de uma tarde de primavera, de um pôr de sol magnífico a contemplar a paisagem deslumbrante sobre a nossa cidade de Lisboa. É um local que convida a sonhar, gozar o calor do sol lisboeta, ler, passar um momento romântico ou encontrar amigos e partilhar um copo de vinho, um cocktail ou um petisco”, explica Isabel Ferraz a diretora do hotel. No inverno, quando mostrava o renovado hotel a quem não conhecia, fazia questão de incluir a vista deste terraço na visita guiada, apesar de ainda não estar aberto e equipado.

O recente Madame Petisca, na Bica, é uma opção mais familiar. Ao contrário dos anteriores está aberto durante todo o dia e não tem apenas snacks ou tapas na ementa. O restaurante adjacente, do qual o terraço faz parte. permite fazer refeições mais reforçadas, como lombinho de porco em ginja, tornedó de rabo de boi com molho de alperce ou vieiras gratinadas. Aos fins de semana há brunch, com uma versão para os mais pequenos que podem também ter uma lição de história partindo do edifício onde está o Madame Petisca. Este prédio, que hoje é o Monte Belverde Boutique Hotel, foi desde a década de 20 à de 30 uma fábrica de perfumes detida por uma família francesa que também habitava o espaço. E durante a II Guerra Mundial chegou a acolher refugiados.

No Porto, até os friorentos já se deixaram contagiar pelos espaços a céu aberto. Um dos terraços/bar mais requisitados pelos adoradores de ar livre é o Base Porto, situado no suspenso Jardim das Oliveiras, no renovado Passeio dos Clérigos. Com olhar a deambular entre a Livraria Lello e a icónica Torre dos Clérigos, tanto se pode estender a toalha na relva e improvisar um piquenique, como recostar-se em pufes e sofás ao som do jazz ou deep house. Para entreter a sede, não faltam sumos naturais, vinhos, sangrias e o cocktail da casa Base Cool.

Na Invicta, o Terrace Lounge 360º é uma das novas mecas

Na Invicta, o Terrace Lounge 360º é uma das novas mecas

Sem sair do coração da Invicta, seguindo para a mais alternativa Baixa Leste, não perca uma subida ao Portobello Rooftop, o relaxante terraço do Premium Porto Downtown Hotel. Do alto do 9º andar, com acesso pelo restaurante e bar homónimos, hóspedes e forasteiros são convidados a derramar o olhar sem pressas sobre os mais históricos edifícios da cidade, desde a torre barroca oitocentista de Nicolau Nasoni, à Câmara do Porto, do Palácio de Cristal à Ponte D. Luiz I, da Estação de São Bento ao vizinho Teatro Nacional de São João até ao mais longínquo Mosteiro da Serra do Pilar, do outro lado do Douro. Com uma vista panorâmica sem atropelos, tudo convida ao prazer da mesa ou a repousar numa das espreguiçadeiras. A carta de cocktails 360° RoofTop e vinhos é pródiga, a pedir tapas e petiscos, como as tempuras de polvo e vegetais ou a salada de camarão em vulcão brick. Os amigos dos doces não se irão arrepender por cederem à tentação do pão de ló de Ovar com gelado de Queijo da Serra.

Ainda no Porto, mas em direção ao Palácio de Cristal, deixe-se levar nas brumas dos caminhos românticos do bosque da Quinta da Macieirinha até ao resgatado Solar do Vinho do Porto. O destino é o terraço do restaurante Antiqvvum, debruçado sobre o rio que corre rumo à foz, entre o arco perfeito da Ponte da Arrábida, deslumbrante a qualquer hora do dia ou noite, à luz de todas as estações. Para aconchegar o apetite, os snacks do chefe Vítor Matos, que desceu de Amarante ao Porto no outono, são aposta certa, dos merengues de beterraba e fois gras, às sanduíches de tártaro de vitela ou ravióli de vieira e champanhe.

Do lado de lá do rio, no Terrace Lounge 360°, no cimo do belo Espaço Porto Cruz, centro interativo multimédia de vinhos do Porto e Douro, desvendam-se os melhores mistérios do velho casario do Porto Património da Humanidade e das caves que bordejam o rio, na zona ribeirinha de Gaia. Com as pontes por companhia, recostado em confortáveis sofás de geometria variável, os cocktails de Porto são o forte a par dos petiscos assinados pelo chefe Miguel Castro Silva, do hambúrguer maronês, cogumelos e Porto, às amêijoas à Bolhão Pato, a finalizar no gelado de tawny com amêndoa. Um pouco mais acima na margem sul do Douro, a vista panorâmica do restaurante Vinum, indoor e oudoor, desarmam o mais duro dos visitantes. Situado nas caves da Graham’s, do terraço empoleirado numa colina a 340 metros do rio a paisagem rivaliza com a fama dos vinhos centenários da casa e a frescura do berbigão ao natural, dos mexilhões fumados ou da torta de sardinhas.

NOVOS ESPAÇOS

Ático
Avenida da Liberdade, 180 B, Lisboa

9Hotel Mercy
Rua da Misericórdia, 76, Lisboa

Madame Petisca
Rua de Santa Catarina, 17, Lisboa

Portobello Rooftop
Av. Rodrigues de Freitas, 427, Porto

Terrace Lounge 360°
Largo de Miguel Bombarda, 23, V.N. Gaia

VINUM Caves Graham's
Rua do Agro, 141, V.N. Gaia

Antiqvvm
Rua de Entre Quintas, 220, Porto

Base Porto
Jardim das Oliveira, Praça de Lisboa, Porto

Top 10

1 Park, Lisboa
2 VIP Lounge Porto Palácio Hotel, Porto
3 Sky bar, Lisboa
4 17º Bar, Hotel Dom Henrique, Porto
5 Meemo Alfama, Lisboa
6 The Yeatman Hotel, V.N. Gaia
7 Entretanto Hotel Chiado, Lisboa
8 Porto Zenith Lounge Ipanema Park, Porto
9 Upscale, Lisboa
10 Terraço Barão de Fladgate, V.N. Gaia

Artigo publicado na edição do EXPRESSO de 4 junho 2016