Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Megaoperação da PSP para apreender armas de fogo

  • 333

Investigação iniciada há três meses. Casas e apartamentos em Lisboa, Sintra e Cascais foram alvos das buscas na manhã desta segunda-feira. Mas não houve detenções

Cerca de 200 agentes da PSP realizaram mais de trinta 36 buscas domiciliárias em várias zonas da Grande Lisboa, nesta manhã de segunda-feira, numa operação da PSP que incidiu sobretudo sobre o tráfico e posse de armas de fogo.

Mas ao final da manhã, Hugo Abreu, subcomissário da PSP de Lisboa, disse à agência Lusa que não havia detidos nem apreensões. "Foram feitas 31 buscas domiciliárias a partir das 7h00. O balanço da operação não é muito expressivo: não houve detenções e não foram apreendidas armas ou droga. Foi apreendida uma máquina de tabaco furtada e vários objetos importantes para investigações que possam estar em curso."

Os agentes da PSP fizeram buscas no Casalinho da Ajuda, Alcabideche (Cascais), Ameixoeira (Lisboa), Loures e Oeiras.

"A investigação iniciou-se há três meses e envolve vários departamentos da PSP", disse ao Expresso o comissário Nélson Ribeiro, responsável pela Investigação Criminal da PSP de Lisboa.

Nos locais estão elementos da PSP da Investigação Criminal, da Unidade Especial de Polícia, do grupo cinotécnico, além de vários outros operacionais do Comando Metropolitano de Lisboa.

Ainda não há dados sobre o número de detenções e apreensões de armas de fogo mas a PSP promete mais informações para o final desta tarde.

Notícia atualizada às 11h24m