Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Daesh cria canal de propaganda em língua portuguesa

  • 333

A Nashir News Agency, uma filial da propaganda do Daesh na rede social Telegram, abriu um novo canal em português. Especialista norte-americana em terrorismo lembra que este é o primeiro media em língua de Camões

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

É a primeira vez que o autodenominado Estado Islâmico (Daesh) cria uma conta nas redes sociais em português. Trata-se da Nashir News Agency, uma filial da propaganda do Daesh no Telegram.

"Que eles sobrevivam com prova", é o primeiro título escrito em língua portuguesa naquele canal, a propósito de um discurso de Abu Mu al-Adnani, o porta-voz da organização terrorista.

As frases, escritas sem erros ou gralhas gramaticais, não têm nada de novo e são pura propaganda jiadista, como aliás é comum noutros meios online ligados ao Daesh. Têm como único objetivo tentar recrutar cidadãos do universo dos países de língua oficial portuguesa.

"É a primeira vez que existe um media jiadista em língua portuguesa", escreve a especialista norte-americana em terrorismo, Rita Katz, que é diretora do SITE Intelligence Group, sítio da Internet que monitoriza o fenómeno jiadista em todo o mundo.

Nos últimos meses, alguns militantes portugueses e lusodescendentes ligados ao Daesh surgiram em vídeos de propaganda da organização liderada por Abu Bakr al-Baghdadi. Jiadistas como Steve Duarte Amieiro ou Celso Rodrigues da Costa, que já deram a cara pelo grupo terrorista, podem por isso estar ligados direta ou indiretamente a esta versão portuguesa do Nashir News Agency.

Steve Duarte Amieiro é considerado um dos especialistas na realização e produção de material de propaganda do Daesh. Já Celso Rodrigues da Costa surgiu em pelo menos dois vídeos a incitar a jovens de todo o mundo a aderir à causa jiadista.