Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Governo pondera abrir ADSE a contratados a prazo

  • 333

Medicamentos iguais para todos, no Serviço Nacional de Saúde e na ADSE

David Clifford

Ao todo, o sistema poderá ganhar mais cem mil beneficiários e ver as contribuições anuais subir entre 80 e 90 milhões de euros, de acordo com um relatório a que o “DN” teve acesso

A ADSE está prestes a sofrer uma metamorfose. Numa manhã próxima, se o Governo aceitar as recomendações da comissão de reforma, a ADSE irá acordar transformada numa pessoa coletiva de direito privado e dará por si a aceitar como associados todos os trabalhadores das administrações públicas, incluindo os que tenham contratos a prazo, conta o “Diário de Notícias” esta quinta-feira. Esta possibilidade já estava prevista no Orçamento de Estado para 2016.

Ao todo, o sistema poderá ganhar mais cem mil beneficiários e ver as contribuições anuais subir entre 80 e 90 milhões de euros, de acordo com um relatório a que o “DN” teve acesso. A entrada destes novos associados será feita "nas condições a estabelecer pela nova entidade, tendo presente uma gestão prudente das responsabilidades", lê-se no documento.

Este relatório não sugere qual o valor da taxa – atualmente fixada em 3,5% –que deve ser cobrada aos beneficiários, pois entende que esta é uma questão que deve ser discutida pela gestão da futura entidade que resultar da ADSE.

Segundo o “DN”, os funcionários e aposentados que atualmente estão isentos de contribuições para a ADSE também são referidos no relatório, admitindo-se que o seu custo seja assegurado pelo Estado.