Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Nomeações para altos cargos do Estado adiadas para julho

  • 333

João Lima

Só no Tribunal Constitucional existem quatro juízes em final de mandato, dos quais Joaquim de Sousa Ribeiro, o presidente, é um deles. No caso do Conselho Superior da Magistratura são sete nomeações ao todo a propor pela Assembleia da República

Nos próximos meses, alguns rostos que os portugueses se habituaram a reconhecer na televisão estão prestes a mudar. Juízes do Tribunal Constitucional e do Conselho Superior da Magistratura, e o presidente do Conselho Económico e Social (CES), estão de saída. Segundo a “TSF” esta quarta-feira, o PSD admite adiar para o mês de julho as escolhas para todos os cargos disponíveis. As negociações com o PS ainda estão a decorrer.

Membros da bancada social-democrata, ouvidos pela “TSF”, garantiram que o objetivo é “tomar todas as decisões em simultâneo” e “durante o mês de julho”.

Só no Tribunal Constitucional existem quatro juízes em final de mandato, dos quais Joaquim de Sousa Ribeiro, o presidente, é um deles. No caso do Conselho Superior da Magistratura são sete nomeações ao todo a propor pela Assembleia da República.

Até agora todas as conversas entre PS e o PSD tiveram sempre desfechos inconclusivos.