Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

PJ atua em megaoperação europeia contra lavagem de dinheiro

  • 333

Itália é o epicentro de um caso de branqueamento de capitais que se estende a Portugal, Albânia, Eslovénia e Espanha. Apreeendidos 11 milhões de euros durante a operação europeia

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), colaborou com a Guardia di Finanza de Modena Itália, numa operação desencadeada em simultâneo em vários países europeus, como a Albânia, Espanha e Eslovénia.

Trata-se de uma megainvestigação a crimes de branqueamento de capitais, fraude fiscal qualificada e associação criminosa.

Segundo um comunicado da PJ, foram efetuadas 6 buscas (domiciliárias, não domiciliárias, a viaturas e a escritório de advogados) e bloqueadas diversas contas bancárias, tendo ainda sido apreendida diversa documentação, material informático e uma viatura.

A Procuradoria-Geral da República acrescenta, também em comunicado, que "em execução de pedido de cooperação judiciária internacional recebido das autoridades italianas, o Ministério Público do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) realizou buscas e determinou a apreensão de saldo de 77 contas bancárias e de um veículo".

Ainda segundo a PJ, participaram em Portugal na referida operação, que se desencadeou na madrugada desta terça-feira, 24 elementos da PJ, um procurador e um juiz de instrução criminal e ainda dois elementos da Guardia di Finanza.

Segundo informação da Guardia di Finanza foram realizadas a nível europeu mais 43 buscas, todas em simultâneo. Foram ainda detidas 6 pessoas em Itália, apreendidos bens e valores que totalizam 11 milhões de euros, incluindo um hotel.

A investigação, denominada Operazione Barqueiro, iniciou-se há cerca de um ano em Itália, tendo o contributo da EUROJUST em articulação com o DCIAP.